Tribuna Expresso

Perfil

Mundial 2018

Didier Deschamps: "Doeu-nos muito perder o Europeu há dois anos, mas fez-nos aprender"

Selecionador francês orgulhoso com a caminhada da sua equipa nos últimos dois anos, após a desilusão da derrota em casa com Portugal

Expresso

Chris Brunskill/Fantasista

Partilhar

Didier Deschamps era um treinador orgulhoso no final do jogo, que o tornou no terceiro treinador a vencer o Mundial como jogador e como selecionador, depois de Franz Beckenbauer e Mario Zagallo.

"É maravilhoso. Somos uma equipa jovem e estamos no topo do Mundo. Alguns são campeões com 19 anos! Não fizemos um grande jogo mas mostrámos fortaleza mental. E marcámos quatro golos, assim que merecemos ganhar”, disse.

O selecionador francês preferiu colocar o mérito da vitória nos seus jogadores, a quem agradeceu o trabalho feito, dois anos após a derrota com Portugal no Europeu: "O grupo trabalhou tanto, tivemos alguns momentos complicados pelo caminho... Doeu-nos muito perder o Europeu há dois anos, mas fez-nos aprender também. Esta vitória não é minha, é dos jogadores, eles é que ganharam o jogo".

“Durante 55 dias trabalhámos muito. Isto é a coroação suprema. Estamos muito orgulhosos por sermos franceses. E a vitória neste jogo pertence aos franceses. Viva a República!", rematou.