Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
NBA

Becky Hammon torna-se na primeira mulher a dirigir uma equipa da NBA

Foi uma situação inesperada, mas histórica: quando a meio do 2.º período do jogo entre os Spurs e os Lakers Gregg Popovich foi expulso, a equipa de San Antonio ficou nas mãos da sua assistente, Becky Hammon. Que se tornou assim na primeira mulher a treinar uma equipa da NBA

Lídia Paralta Gomes

Ronald Cortes/Getty

Partilhar

Quando Becky Hammon entrou no AT&T Center na noite de quarta-feira, não estaria à espera de sair de lá, algumas horas depois, com um feito histórico atrás de si. Tal como em todos os jogos desde que se tornou treinadora-adjunta dos San Antonio Spurs, sentar-se-ia ao lado de Gregg Popovich e ajudaria o veterano treinador a gerir o jogo, que naquela noite até era contra os campeões LA Lakers, no dia do 36.º aniversário de LeBron James.

Mas algures pelo 2.º período do jogo, Gregg Popovich foi expulso do banco. À saída, virou-se para Becky Hammon, apontou e disse apenas:

“Tu tomas bem conta disto”.

E foi assim que, de surpresa, inesperadamente, Becky Hammon, antiga jogadora da WNBA, se tornou na primeira mulher a dirigir uma equipa da NBA.

Um feito que a treinadora poderá juntar a outros que já têm o seu nome gravado. Em 2014, Hammon foi a primeira mulher a assumir um cargo numa equipa técnica na NBA, precisamente nos San Antonio Spurs, e mais tarde seria escolhida como a treinadora principal da equipa durante a Summer League, uma espécie de torneio de pré-época da NBA, outro feito inédito para uma mulher.

Ronald Cortes/Getty

No final, os Spurs perderam com os LA Lakers, por 121-107, mas a história foi o que de mais importante se retirou do jogo.

“Obviamente que é importante, um grande momento”, disse a treinadora aos meios norte-americanos logo após o jogo, numa altura em que parecia ainda não ter tido tempo para assimilar o feito. “Tentei não pensar muito nisso, porque pode ser avassalador. O meu trabalho na verdade é estar ali focada nos meus jogadores, ajudá-los a ganhar. Nem tive tempo para refletir sobre o momento”, frisou ainda.

O aniversariante do dia, LeBron James, acabou o jogo com 26 pontos e mais uma exibição essencial para a vitória dos Lakers mas ainda assim não deixou de referir o momento histórico vivido no jogo em San Antonio.

“É muito bonito apenas vê-la ali a discutir decisões do árbitro, a dar indicações aos jogadores. Parabéns a ela e parabéns também à nossa liga”, sublinhou King James.