Tribuna Expresso

Perfil

NBA

No draft de 2014, Nikola Jokic ouviu 40 nomes antes de o chamarem. Agora é o MVP da NBA

O poste sérvio de 26 anos dos Denver Nuggets é o jogador com draft mais baixo da história a vencer o prémio de melhor jogador da temporada regular da NBA. É o terceiro ano consecutivo que o MVP vai para um basquetebolista europeu, depois da dupla vitória de Giannis Antetokounmpo nas últimas temporadas

Lídia Paralta Gomes

Douglas P. DeFelice/Getty

Partilhar

É a noite de todos os sonhos. Uma série de jovens esperanças do basquetebol colocam a sua melhor roupa, alguma bem extravagante, sentam-se numa sala em mesas com a família num qualquer pavilhão nos Estados Unidos e esperam que o seu nome seja chamado.

É claro que estas mordomias, este espectáculo dentro do espectáculo, está reservado apenas para aqueles que, previsivelmente, serão escolhidos nas primeiras posições. Eles são chamados, vão ao palco, recebem um bacalhau de Adam Silver, o comissário da NBA, e enfiam na cabeça um boné da equipa que os escolheu. Depois sorriem para a foto.

Mas a partir de certa altura o draft amolece. Principalmente no final da 1.ª ronda. Os nomes já não são tão chamativos e a 2.ª ronda já se faz em velocidade de cruzeiro: o sub-comissário sobe ao palco, diz o nome do jogador escolhido, que normalmente já não está ali, e está feito. Como no caso de Nikola Jokic, o gigante sérvio que em 2014 ouviu 40 nomes antes do seu ser chamado, já quase a meio da 2.ª ronda, não poucas vezes reservada a jogadores que não farão história na NBA. E provavelmente Jokic nem ouviu, porque quando foi anunciado o nome do poste balcânico, 41.ª escolha para os Denver Nuggets, a transmissão televisiva do evento estava a passar uma publicidade a uma conhecida cadeia norte-americana de tacos.

Mal eles sabiam que, sete anos depois, aquele rapaz aparentemente pouco atlético e desengonçado, nascido em Sombor, uma pequena cidade sérvia sem grande coisa para contar, que em miúdo até preferia as corridas de cavalos, se tornaria o jogador do ano na NBA.

Nikola Jokic foi nomeado o MVP da temporada regular da NBA, naquela que é a terceira vez consecutiva que um europeu recebe o troféu, depois de Giannis Antetokounmpo o ter conseguido nas duas últimas temporadas. O sérvio dos Nuggets tornou-se também no jogador com draft mais baixo a ganhar o prestigiado prémio, que valoriza uma temporada em que o gigante jogou todos os 72 jogos da temporada regular e com médias impressionantes: 26,4 pontos, 10,8 ressaltos e 8,3 assistências. A última estatística é particularmente interessante, já que qualidades como distribuidor de jogo é algo que não estamos habituados a ver em rapazes da envergadura de Jokic.

O sérvio, que é o primeiro poste a vencer o prémio desde Shaquille O’Neal em 2000, está a ser também fundamental na caminhada dos Denver Nuggets nos playoffs, mesmo com a equipa desfalcada de Jamal Murray ou Will Barton.

O poste conseguiu 91 votos para o primeiro lugar, num total de 971 pontos, ultrapassando claramente o 2.º classificado, outro big man, Joel Embiid dos Sixers (586 pontos) e Stephen Curry, dos Warriors, com 453.

Mais uma distinção para juntar ao currículo do jogador de 26 anos, já três vezes All-Star e que na sua primeira temporada nos Estados Unidos entrou diretamente para a melhor equipa de rookies do ano.