Tribuna Expresso

Perfil

NBA

Noite histórica de Kevin Durant vale vantagem aos Brooklyn Nets no play-off

Depois de os Milwaukee Bucks terem estado em vantagem ao longo de três quartos do jogo, Kevin Durant pegou na eliminatória e garantiu a vitória dos Brooklyn Nets por 114 - 108. Ao mesmo tempo que adicionou uma noite histórica à marca pessoal

Rita Meireles

Elsa

Partilhar

Nem sempre se chega a um consenso quando se fala de Kevin Durant. Uns consideram inquestionável a sua qualidade, outros insistem em atribuir os sucessos do jogador dos Brooklyn Nets à constituição das equipas onde tem jogado. Nos Golden State Warriors com nomes como Stephen Curry ou Klay Thompson e nos Nets ao lado de Kyrie Irving ou James Harden. Mas a verdade é que na madrugada desta quarta-feira, depois do jogo cinco dos play-offs frente aos Milwaukee Bucks, nem o adversário foi capaz de questionar “KD”.

Depois de o introduzir como “um dos melhores marcadores de sempre”, Giannis Antetokounmpo foi mais longe ao afirmar: “Ele [Kevin Durant] é o melhor jogador do mundo neste momento”.

Ao longo dos 48 minutos de jogo, sem nunca ser substituído, tornou-se o único jogador a conseguir mais de 45 pontos, 15 ressaltos e 10 assistências num jogo dos play-offs. Foram 49 pontos, 17 ressaltos e 10 assistências. É assim que a noite de Durant vai ficar na história da NBA. Os Nets terminaram o jogo com 114 pontos, contra 108 dos Bucks, deixando a equipa de Brooklyn em vantagem na eliminatória.

No fim do jogo, ciente de que aquele não era o último, o jogador relativizou a prestação associando o número de pontos ao facto de ter estado o jogo inteiro em campo. “Quando acontecem [jogos como este], tento seguir em frente e ver se consigo fazê-lo novamente. Foi divertido. Houve muitos jogos na minha carreira que senti que foram divertidos como este. Quando refletir sobre isso, podemos voltar a falar, mas por agora foi ótimo termos conseguido a vitória”, afirmou Kevin Durant.

Steve Nash, treinador dos Nets, considera que a decisão de não substituir o jogador “não é ideal”, mas também assume que se não fosse assim talvez não tivesse ganhado o jogo. “Se ele não jogasse os 48 [minutos], provavelmente não ganhavámos esta noite. É uma decisão difícil; é uma decisão fácil que é muito difícil de tomar”, diz.

O regresso de Harden

A exibição de Kevin Durant foi surpreendente, mas a primeira surpresa da noite foi o regresso de James Harden, depois da informação de que ficaria de fora do jogo cinco, assim como Kyrie Irving e Spencer Dinwiddie, ambos por lesão.

Depois de 46 minutos em jogo e um total de cinco pontos, Harden assumiu que foi apenas na manhã de terça-feira que decidiu ir a jogo. “Tentei ir lá e fazer o meu melhor. Espero ter encorajado os meus colegas de equipa”, afirmou o jogador.

Importantes na vitória dos Nets foram também Jeff Green, com um total de 27 pontos marcados ao longo dos 35 minutos que esteve fora do banco, e Blake Griffin com 17 pontos.

Os Bucks dominaram o jogo durante grande parte da noite, mantendo a vantagem até ao final do terceiro tempo, que terminou 87-81. No último período, a equipa de Milwaukee não conseguiu manter a vantagem ao somar apenas 21 pontos, sendo que só Kevin Durant marcou 20 no mesmo tempo. O grego Giannis Antetokounmpo terminou com 34 pontos.

Enquanto jogadores, comentadores e adeptos ainda festejam o jogo de Kevin Durant, já as duas equipas se prepararam para o sexto jogo, disputado na sexta-feira, dia 19, em casa dos Bucks.