Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
NBA

Prepare as pipocas: já existe um documentário sobre um dos piores episódios da história da NBA

Chama-se “Malice at the Palace” e coloca frente a frente os Indiana Pacers, Detroit Pistons e uma série de adeptos e familiares dos jogadores

Rita Meireles

Ezra Shaw

Partilhar

Os Indiana Pacers venciam, frente aos Detroit Pistons, por 97-82, a 45.9 segundos de terminar o jogo. Foi nesse momento que Ron Artest — atualmente chamado de Metta Sandiford-Artest, depois de já ter mudado de nome para Metta World Peace — fez uma falta grave sobre Ben Wallace. Os dois jogadores acabaram por se envolver numa discussão que terminou com outros jogadores e equipa técnica a entrarem em campo.

Ou não terminou. Estava apenas a começar.

Os adeptos acabaram por se envolver, ao atirarem um copo contra Artest, que fez saltar a tampa ao temperamento do jogador. Seguido por Stephen Jackson, avançou para as bancadas, iniciando uma briga com os alguns homens que estavam na bancada.

A partir daí, foi o descontrolo total. Entre socos em jogadores ou adeptos e bebidas a voar, a dada altura até os familiares dos atletas já estavam envolvidos na confusão.

No final, os dois treinadores reagiram de forma diferente. Rick Carlisle, dos Pacers, considerou que o problema só aconteceu porque a equipa tinha feito um bom jogo, e garantiu apoiar a 100% os seus jogadores, enquanto que Larry Brown considerou não haver desculpa para o sucedido, seja por parte dos jogadores ou adeptos.

Neste que foi um dos episódios mais feios da história da NBA, foi impossível da parte da liga ser branda na hora de castigar os envolvidos. Artest foi quem recebeu o castigo mais duro: 73 jogos e mais de 5 milhões de dólares em salário perdidos. Stephen Jackson ficou de fora 30 jogos, e pagou 1,8 milhões de dólares. A Ben Wallace foram atribuídos seis jogos de suspensão e multa de 439 mil dólares. Anthony Johnson ficou fora durante cinco jogos e pagou 120 mil dólares.

Jermaine O'Neal inicialmente recebeu 25 jogos de suspensão e uma multa de 4,5 milhões de dólares, mas o castigo acabou por ser reduzido para 15 jogos e 2,7 milhões de dólares.

Além disto, houve vários fãs identificados que também responderam pelo sucedido e alguns jogadores tiveram que lidar com processos judiciais.

Para assistir a este episódio é necessário recuar a 2004. Ou talvez não.

Conhecida como “Malice at the Palace”, a história que colocou frente a frente adeptos e equipas da NBA chegou esta terça-feira à Netflix. Trata-se da série “Untold” que contará com diversos episódios sobre acontecimentos do mundo do desporto. O momento que também é referido como “Pacers–Pistons brawl” é apenas a primeira história a ser contada.