Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
NBA

Os Chicago Bulls voltaram a dançar - e com um arranque a fazer lembrar Jordan e companhia

O bom momento dos Chicago Bulls traz à memória o basquetebol de outros tempos, quando Jordan, Pippen, Rodman e outros brilhavam jogo após jogo nos anos 90. Pela primeira vez desde aí, os Bulls começaram a temporada com quatro vitórias seguidas. Para os adversários já soam os alarmes, para a equipa da casa ainda não há comparação possível

Rita Meireles

Tim Nwachukwu

Partilhar

No final do jogo desta quarta-feira, já quinta-feira em Portugal, Tim Hardaway Jr., jogador dos Dallas Mavericks, deixou a mensagem: “Tudo o que eu posso dizer é: os Bulls estão de volta”.

A equipa de Chicago tem vindo a dar nas vistas neste início da temporada 2021/22. Ao fim de quatro jogos, os Bulls somavam apenas vitórias, algo que não acontecia desde 1996/1997, a época em que a equipa de Michael Jordan e companhia venceram o campeonato pela quinta vez.

Neste momento, a equipa, que conta agora com nomes como Zach LaVine, Lonzo Ball, DeMar DeRozan ou Alex Caruso, somou mais quatro vitórias e apenas três derrotas, ao longo dos 11 jogos já realizados. Estes números colocam os Bulls na liderança da classificação da conferência Este, sendo que na segunda posição seguem os Washington Wizards com o mesmo registo.

O último jogo foi frente aos Mavericks e terminou com uma vitória para a equipa de Chicago por 117-107. Zach LaVine somou o maior número de pontos, com 23, Lonzo Ball, que se juntou à equipa esta época, contribuiu com 21, e DeMar DeRozan assinou 17 pontos.

Do lado da equipa de Dallas, Kristaps Porzingis somou 22 pontos, Tim Hardaway 21 e Luka Doncic 20. A equipa vinha com uma sequência de três vitórias, mas acabou por somar a quarta derrota no campeonato. Neste momento está na quinta posição da conferência Oeste.

No final do jogo, os jogadores dos Bulls foram um pouco mais cautelosos nas palavras e não foram tão longe quanto Tim Hardaway Jr..

"Onze jogos na temporada, penso que não se pode dizer que alguém está de volta, especialmente pelo prestígio dos Bulls. Ganharam três campeonatos seguidos duas vezes. Estar de volta, isso é um grande statement", afirmou Caruso.

Ainda assim, o jogador, campeão pelos Los Angeles Lakers em 2020, mostra-se satisfeito com o momento da equipa: "Temos jogos aqui e ali onde estamos apenas a encontrar formas de ganhar e penso que isso é sinal de uma boa equipa. Acho que temos muitas formas de melhorar, que é provavelmente a coisa mais encorajadora para mim".

Também Ball se afastou das comparações com os Bulls de outros tempos.

“Estamos a avançar na direção certa", afirmou o jogador. "É uma equipa novinha em folha, a tentar construir uma nova cultura aqui; oito vitórias e três derrotas não é muito, de todo”.