Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
NBA

Tudo à bulha no Lakers-Pistons da NBA: LeBron James atingiu Isaiah Stewart, que ficou a sangrar. Ambos foram expulsos

Não foi no 'Palace', mas sim na Little Caesars Arena. E apesar de ter fugido ao que deve ser o desporto, não teve as mesmas dimensões que o conflito entre os Indiana Pacers e os Detroit Pistons. Ainda assim, a falta de LeBron James sobre Isaiah Stewart instalou a confusão no jogo entre os Lakers e os Pistons

Rita Meireles

Nic Antaya

Partilhar

Na madrugada desta segunda-feira, os adeptos de basquetebol norte-americano que se prepararam para assistir a mais um bom jogo da modalidade entre os Los Angeles Lakers e os Detroit Pistons, foram brindados com um momento que em nada se associa ao desporto.

Faltavam 9:18 minutos para terminar o terceiro quarto da partida quando LeBron James atingiu Isaiah Stewart na cara e deixou o jogador dos Pistons a sangrar, o que resultou na expulsão do jogador dos Lakers. O incidente deixou Stewart chateado, ao ponto de querer ajustar contas com James, acabando também por ser expulso. Para evitar que algo pior tivesse acontecido, jogadores, árbitros e equipas técnicas tentaram controlar as hostes, principalmente Stewart, que teve que ser afastado diversas vezes.

Em consequência deste momento, a James foi atribuída uma falta flagrante do nível 2 (penalização quando há excessivo contacto físico) e expulsão, Steward recebeu duas faltas técnicas e a expulsão. Russell Westbrook foi também apanhado no meio da situação, ao ser-lhe marcada uma falta técnica.

No final da partida, o responsável da equipa de arbitragem justificou o motivo de cada uma destas decisões.

Scott Foster considerou que o castigo de Westbrook se deveu ao facto de o jogador não ter contribuído para acalmar os ânimos, mas sim o contrário. A avaliação de Stewart deveu-se aos “múltiplos atos antidesportivos durante a discussão" e a de James resulta do "contacto desnecessário e excessivo acima do ombro".

Nic Antaya

Em 19 anos de carreira, esta foi apenas a segunda vez que LeBron James foi expulso de um jogo. Para assistir à primeira, é necessário recuar até novembro de 2017, quando os Cleveland Cavaliers, que o jogador representava, receberam os Miami Heat.

"Todos na liga sabem que LeBron não é uma pessoa que joga sujo", afirmou Anthony Davis, em defesa do colega de equipa. "Na verdade, quando soube que o tinha atingido, assim que o fez, olhou para ele e disse: 'Erro meu, não foi de propósito'".

Do lado dos Pistons, foi o treinador Dwane Casey quem falou sobre o sucedido no final do jogo. Até porque nem James, nem Stewart, falaram com os jornalistas.

“Foi uma jogada dura com o Isaiah. O olho dele ficou rachado e ele ficou perturbado por alguma razão”, disse Casey, realçando que não considera James um jogador que joga sujo, mas que o incidente acabou por levar ao que aconteceu em seguida.

Davis acabou por se mostrar mais surpreendido com a reação de Stewart. O jogador tentou avançar na direção de James pelo menos três vezes, até que deixou a quadra e foi para o balneário. Mas até nesse momento se vê um jogador dos Pistons, Cory Joseph, na zona do banco dos Lakers para poder agir caso o colega de equipa tentasse dar a volta de um túnel para o outro.

“Não sei o que é que ele estava a tentar fazer. Nunca, em 10 anos, vi um jogador tentar fazer isso, desde que estou a jogar. Tiveste um corte acima do olho, acidental, não foi de propósito. E não íamos permitir que ele continuasse a acusar o nosso irmão dessa maneira. Não sei o que ele estava a tentar fazer, mas nós não íamos permitir isso”, disse Davis.

O jogador dos Lakers foi um dos que se recordou do incidente entre os Pistons e os Indiana Pacers, que ficou conhecido como ‘Malice at the Palace’. O incidente que marca uma das piores páginas da história da NBA ocorreu em 2004, quando jogadores e adeptos se envolveram em conflitos.

No final do jogo o placard marcava 116-121. Vitória para os Lakers, que continuam uma série de jogos fora de casa na madrugada da próxima quarta-feira, frente aos New York Knicks. O próximo jogo dos Pistons está marcado para o mesmo dia, contra os Miami Heat.