Tribuna Expresso

Perfil

Nenhum homem é uma ilha, a não ser Bruno Lage que até está na Madeira

Partilhar

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Começo a identificar um padrão de comportamentos nos dirigentes dos clubes. Decidi chamar-lhe “o presidente foi…”, uma expressão sem predicado e propositadamente inconclusiva que permite adaptações aos contextos em que estas práticas se manifestam. Assim, e depois de um rápida vista de olhos, recolhi os seguintes exemplos: “o presidente foi à sala de conferências”, “o presidente foi ao balneário” e o “presidente foi no autocarro da equipa”, entre outros. O facto de o homem ir a algum lado não é apresentado como uma trivialidade, mas antes um ato de poder, um momento simbólico que serve para que toda a gente fique a saber que é ele quem manda e que tem recados para dar.

Ora, o presidente pode estar francamente insatisfeito (e não o queiram ver assim quando se sente traído pela “falta de entrega”) ou então inabalavelmente solidário (porque ele também é assim, generoso, compreensivo, “acha que o mau momento vai passar”).

Luís Filipe Vieira está na segunda fase e quer fazer-nos crer que está com Bruno Lage até ao fim deste caminho armadilhado; por isso, comandou presidencialmente as operações de chegada ao aeroporto de Lisboa, no domingo, antes da viagem para a Madeira (hoje há Marítimo-Benfica, 18h). Vieira saiu do autocarro à frente de Bruno Lage, esperou por ele quando uma criança lhe mostrou um cartaz, e caminhou decidido ao lado do treinador pelos corredores, lançando piadas a um fotógrafo que, com pressa, registou o aparatoso apoio presidencial. Aconteça o que acontecer, Lage é para ficar, pareceu querer ele dizer.

Não é bem assim como ele não disse.

Abreviando uma semana complicada: o Benfica perdeu com o Santa Clara, ficou a três pontos do FC Porto, somou a pior sequência de resultados em casa da sua história, Bruno Lage insinuou que os jornalistas eram pagos em viagens, almoços e jantares para promover um certo treinador que ele não nomeou, mas cujo nome surgiu nas notícias e nas televisões nos dias seguintes. Bruno Lage pediu então uma segunda oportunidade para terminar o ciclo no Benfica com dignidade, Luís Filipe Vieira levou uma nega inesperada de Jorge Jesus e decidiu dar tempo ao tempo, enquanto ganha tempo para uma solução credível - porque há eleições em outubro, porque houve um chumbo orçamental na AG e porque há sinais de uma alternativa a cristalizar.

Foi mais ou menos isto que a comunicação social concluiu e em nenhum momento a reativa máquina do Benfica apareceu para esclarecer, desmentir ou criticar. Por isso, e apesar da encenação no Humberto Delgado, Bruno Lage sabe o que lhe espera e que é uma questão de timing até sair da Luz, hoje, amanhã ou apenas no final da época, em função dos resultados ou da contratação de um novo treinador. Nenhum homem é uma ilha isolada, até se sentir sozinho numa.

Depois disso, é provável que Luís Filipe Vieira se reinvente novamente, e com ele o paradigma encarnado, deixando cair de vez - ou até à próxima vez - a ideia de um Benfica autossuficiente, alimentado verticalmente pelo Seixal, que fornece jogadores à equipa principal e também treinadores capazes de levar o clube à glória europeia, como só os clubes que estão “dez anos à frente” conseguem fazê-lo.

O QUE SE PASSOU
Além da derrota do Benfica, registam-se os triunfos do FC Porto e do Sporting, o raide da PSP a elementos dos No Name Boys, o final de carreira inglório de Mathieu, o título agridoce do Liverpool e o epílogo de uma medida que nasceu mal e acabou por morrer: o teto salarial que a FPF queria promover no futebol feminino.

O Liverpool é um enorme urso pardo que dá vontade de abraçar, um urso ameaçador feito de peluche

Bruno Vieira Amaral escreve sobre o título do Liverpool na Premier League, elogiando a simbiose perfeita entre clube e treinador

Pacheco, parte II: "Ó mister Queiroz, desculpe lá, diga-me, você não tem vergonha de gravar as conversas que tem com os jogadores?"

Da controversa saída para o Sporting à má relação com Carlos Queiroz, que lhe colocou um processo disciplinar, passando pela ida para o Reggiana, o casamento, filhos e os negócios que o levaram a comprar uma embarcação de pesca e a meter-se num bar em Lagos que ainda hoje tem, Pacheco continua a desfiar o fio da sua vida e revela por que razão decidiu voltar ao Benfica 25 anos depois, para reencontrar antigos companheiros e entrar num anúncio televisivo

“Porque saí do Benfica? O Toni disse que o Kulkov não jogava mais, mas pô-lo no meu lugar. Desorientei-me, dei uma pancada no adversário”

Do início da carreira até à saída do Benfica, António Pacheco revela alguns pormenores da sua vida pessoal e profissional nesta primeira parte da entrevista. Entre muitas histórias, conta porque fugiu de casa uma noite, aos 11 anos; o que o levou ao Benfica sendo simpatizante dos "leões"; fala das idas à discoteca para ouvir rock e relata o dia em que Eriksson gravou um treino seu para lhe dizer que tinha de trabalhar mais e falar menos. E ainda explica as razões da mudança da saída da Luz para o rival da Segunda Circular

“Operação sem Rosto”: um dos elementos dos NN Boys tinha uma folha com nomes, moradas e matrículas de carros de jornalistas

PSP encontrou em casa de um dos sete elementos detidos da claque benfiquista uma folha comprometedora com informações sobre jornalistas e comentadores desportivos

Para Mathieu, com amor, do Sporting

Rúben Amorim, o treinador que continua invencível, tinha prometido que o Sporting ia tentar dedicar a vitória a Mathieu e foi precisamente isso que aconteceu: o Belenenses SAD até começou a ganhar, mas os sportinguistas deram a volta, com um bis de Jovane e um golo de Coates (3-1)

FPF deixa cair teto salarial no futebol feminino: norma "não constará da proposta final" e "será encontrada solução alternativa"

Seis dias após as 132 jogadoras do movimento "Futebol Sem Género" emitirem o primeiro comunicado a protestar contra o limite salarial proposto para a Liga BPI, a Federação Portuguesa de Futebol recuou e, em comunicado, revela que a medida não vai ser incluída na proposta final do regulamento da competição. A entidade indicou, também, que vai trabalhar para ter uma alternativa que "busque aquilo que todo o universo do futebol feminino deseja: mais equilíbrio competitivo"

O especial Liverpool é campeão inglês, 30 anos depois

Desde 1990 que o Liverpool não ganhava a Premier League e este seria um título sempre especial, que ainda mais único se tornou pela paragem imposta pela pandemia, pelos adeptos que já não podem estar nos estádios e, agora, por a conquista ter sido garantida por uma derrota (2-1) do Manchester City, o maior adversário do Liverpool nos últimos anos, em casa do Chelsea

ZONA MISTA
“A Vida também é feita de momentos difíceis. E Bruno, para ti, para mim e para todos, é nos momentos menos fáceis da vida que a Ética e a Solidariedade se devem manifestar, talvez até com uma alegria que possa parecer arrogante. Para se conviver em sociedade (Boa) é imprescindível adotar algumas condutas e entre elas a solidariedade. Estrondoso o gesto magnífico do Sérgio Conceição. Fantástico! E aqui os Clubes ficam naturalmente de fora. Por baixo dos Fatos de treino dos treinadores mora sempre um humano. Claro que fizeste erros, eu também os cometi e espero voltar a cometer”

Manuel Cajuda, sobre a situação de Bruno Lage

O QUE AÍ VEM

Segunda-feira
Desportivo das Aves - Moreirense (Liga, 17h, SportTV2)
Marítimo - Benfica (Liga, 18h, SportTV1)
Crystal Palace - Burnley (Premier League 20h, SportTV2)
Paços de Ferreira - FC Porto (Liga, 21h, SportTV1)

Terça-feira
Famalicão - Portimonense (Liga, 17h, SportTV1)
Maiorca - Celta de Vigo (La Liga, 18h30, ElevenSports1)
Torino - Lazio (Serie A, 18h30, SportTV4)
Vitória de Guimarães -Vitória de Setúbal (Liga, 19h15, SportTV1)
Leganés -Sevilha (La Liga, 20h, ElevenSports2)
Brighton - Manchester United (Premier League, 20h15, SportTV2)
Genova - Juventus (Serie A, 20h45, SportTV4)
Barcelona - Atlético Madrid (La Liga, 21h, ElevenSports1)
Rio Ave - Braga (Liga, 21h30, SportTV1)

Quarta-feira
Bornemouth - Newcastle (Premier League, 18h, SportTV5)
Everton - Leicester (Premier League, 18h, SportTV3)
Arsenal - Norwich (Premier League, 18h, SportTV2)
Alavés - Granada (La Liga, 18h30, ElevenSports2)
Valencia - Athletic Bilbao (La Liga, 18h30, ElevenSports1)
Inter - Brescia (Serie A, 18h30, SportTV4)
Belenenses - Tondela (Liga, 19h, SportTV1)
West Ham - Chelsea (Premier League, 20h15, SportTV2)
Fiorentina - Sassuolo (Serie A, 20h45, SportTV4)
SPAL - AC Milan (Serie A, 20h45, SportTV5)
Valladolid - Levante (La Liga, 21h, ElevenSports2)
Real Betis - Villarreal (La Liga, 21h, ElevenSports1)
Sporting - Gil Vicente (Liga, 21h15, SportTV1)


Quinta-feira
Sheffield - Tottenham (Premier League, 18h, SportTV1)
Eibar - Osasunsa (La Liga, 18h30, ElevenSports1)
Real Sociedad - Espanyol (La Liga, 18h30, ElevenSports1)
Atalanta - Nápoles (Serie A, 18h30, SportTV2)
Werder Bremen - FC Heidenheim (Bundesliga, 19h30, ElevenSports3)
Manchester City - Liverpool (Premier League, 20h15, SportTV1)
Roma - Udinese (Serie A, 20h45, SportTV2)
Real Madrid - Getafe (La Liga, 21h, ElevenSPorts1)

Sexta-feira
Santa Clara - Marítimo (Liga, 19h15, SportTV1)
Atlético Madrid - Maiorca (La Liga, 21h, ElevenSports1)

Sábado
Norwich - Albion (Premier League, 12h15, SportTV+)
Leicester - Crystal Palace (Premier League, 15h, SportTV5)
Manchester United - Bornemouth (Premier League, 15h. SportTV2)
Celta de Vigo - Real Bétis (La Liga, 16h, ElevenSports1)
Juventus - Torino (Serie A, 16h15, SportTV4)
Vitória de Setúbal - Paços de Ferreira (Liga, 17h, SportTV1)
Wolverhampton - Arsenal (Premier League, 17h30, SportTV2)
Sassuolo - Lecce (Serie A, 18h30, SportTV4)
Portimonense - Vitória de Guimarães (Liga, 19h15, SportTV1)
Chelsea - Watford (Premier League. 20h, SportTV2)
Lazio - AC Milan (Serie A, 20h45, SportTV4)
Granada - Valencia (La Liga, 21h, ElevenSports1)
Benfica - Boavista (Liga, 21h15, BTV)
Braga - Aves (Liga, 21h30, SportTV1)

Domingo
Burnley - Sheffield (Premier League, 12h, SportTV2)
Atletico Madrid - Real Madrid (La Liga, 13h, ElevenSports1)
Newcastle - West Ham (Premier League, 14h, SportTV2)
Espanyol - Leganés (La Liga, 16h, ElevenSports1)
Inter - Bolonha (Serie A, 16h15, SportTV4)
Liverpool - Aston Villa (Premier League, 16h30, SportTV2)
Gil Vicente - Rio Ave (Liga, 17h, SportTV1)
Osasuna - Getafe (La Liga, 18h30, ElevenSports1)
Cagliari - Atalanta (Serie A, 18h30, SportTV4)
Southampton - Manchester City (Premier League, 19h, SportTV2)
Tondela - Famalicão (Liga, 19h15, SportTV1)
Nápoles - Roma (Serie A, 20h45, SportTV4)
Villarreal - Barcelona (La Liga, ElevenSports1)
FC Porto - Belenenses SAD (Liga, 21h30, SportTV1)

HOJE DEU-NOS PARA ISTO
A 29 de novembro de 2018, Luís Filipe Vieira deu uma conferência de imprensa onde garantiu manter Rui Vitória no comando do Benfica, porque era "o homem certo, no lugar certo". A decisão foi tomada depois de uma noite mal dormida, alguma meditação e uma luz que se lhe deu

Luís Filipe Vieira: “Depois de muito refletir durante a noite, decidi que Rui Vitória devia continuar”

O presidente do Benfica abriu o jogo sobre as últimas 24 horas. Admitiu que na quarta-feira à noite Rui Vitória estava com um pé e meio fora do Benfica e que uma curta noite de sono o fez mudar de ideias. Recusou que Jorge Jesus tenha sido contactado, mas assumiu que muitos dos nomes falados pela imprensa estiveram em cima da mesa, mas que Vitória é o "homem certo" para o lugar certo. "Sei que há um descontentamento generalizado, porque os resultados não têm sido os melhores, mas para o projeto do Benfica é importante que o Rui Vitória continue", frisou