Tribuna Expresso

Perfil

Anda comigo de avião que cá em baixo isto está que não se pode

Partilhar

Não, André, não é um avião. É um jato exclusivo e eu estou de volta

Não, André, não é um avião. É um jato exclusivo e eu estou de volta

Christof Koepsel

Tão surpreendente como uma nódoa na camisa numa festa de casamento, o segundo enlace de Jorge Jesus com Luís Filipe Vieira está - tcharan - consumado. Acontece cinco anos depois de o primeiro ter terminado com fotografias rasgadas, ameaças de processos de milhões, quinquilharia eletrónica alegadamente roubada e roupa suja lavada a céu aberto. Ah, e uma fuga de cérebros, de um cérebro em particular.

Depois disso, o coração falou mais alto, perdoaram-se os excessos que ambos cometeram, convenceram-se os padrinhos de que tudo eram águas passadas e assinou-se um novo contrato o veredicto a inocentar as partes para que tudo volte a ser como dantes.

[As imagens casamenteiras e judiciais ficam por aqui, é uma promessa que vos faço.]

Vieira não se poupou a esforços para causar uma segunda boa impressão.

Em pandemia, o presidente do Benfica ultrapassou as dificuldades dos homens comuns, fretou um jato exclusivo e seguiu de Lisboa para o Rio de Janeiro para executar três coisas de uma vez só: jantar com os dirigentes do Flamengo a quem lhes sacou o treinador e provavelmente dois ou três jogadores também.

Hoje ou amanhã, não se sabe bem, Luís Filipe Vieira aterra em Lisboa com Jorge Jesus, como Rui Costa em tempos chegou com Pablo Aimar, em Tires, e a história começa outra vez. Para um e para outro é bom que recomece bem. Para o presidente, porque as eleições e a Justiça estão à porta; para o treinador, porque há sempre alguém a guardar rancores na gaveta de cima, embora os habituais exercícios de contorcionismo já tenham começado em horário nobre: quem há dias diabolizava Jesus, hoje santifica-o em nome de uma narrativa. É um sacrifício útil.

Assim vai o futebol no cume, onde o vírus aparentemente não chega e o dinheiro é despejado por módulos. Parece que a realidade se molda aos caprichos dos afortunados que veem oportunidades em buracos onde outros só conseguem ver crises.

No futebol do sopé, lá em baixo, isto está que não se pode. E não podendo, não se joga, diz o Desportivo das Aves. Aliás, diz a SAD do Desportivo das Aves, que num primeiro momento alertou a Liga que não ia aparecer em Portimão (última jornada) alegando falta de quórum após várias rescisões.

Num segundo momento, ameaçou não receber também o Benfica (penúltima jornada) porque o seguro contra acidentes de trabalho foi cancelado por falta de pagamento. Os jogadores foram proibidos de treinar e estavam proibidos igualmente de testar protocolarmente à covid-19 - mas o presidente do clube, que não é para confundir com o presidente da SAD, pôs os jogadores a testar no pavilhão.

A Liga acredita, ainda assim, que a seguradora irá contribuir para a resolução deste problema e que o Aves - Benfica desta terça-feira se venha a realizar. Caso contrário, acontece isto, segundo o Regulamento Disciplinar da Liga: “Se a falta [de comparência] se verificar em algum dos três últimos jogos de uma competição a disputar por pontos, o clube faltoso será punido com a sanção de derrota no jogo a que não compareceu e subtração de todos os pontos até então obtidos na competição e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 250 UC e o máximo de 500 UC.

Neste cenário, Benfica e Portimonense garantem três pontos, o que seria muito mais importante para algarvios, em luta pela manutenção, do que para lisboetas, a quem isto não aquece nem arrefece. Os de Portimão estão em 15.º lugar com 30 pontos, os mesmos que Tondela (16.º) e Vitória de Setúbal (17.º).

O Desportivo das Aves está condenado à descida e possivelmente a coisas bem piores, dois anos depois de ter conquistado a Taça de Portugal diante do Sporting de Jorge Jesus. Se bem se recordam, os avenses não disputaram a Liga Europa – direito que lhes assistia – por não terem entregue a documentação dentro do período regulamentar.

Só podia piorar.

O QUE SE PASSOU
Além do final pré-anunciado da novela do Benfica, o FC Porto foi campeão, o Real Madrid também, o Rio Ave bateu o recorde de pontos na I Liga, Lewis Hamilton ganhou o Grande Prémio da Hungria e Miguel Oliveira foi oitavo na estreia esta época.

“Os polícias mandaram parar mas lixaram-se, era a minha mulher ao volante. Insultei-os: ‘Quereis o meu dinheiro? Ide trabalhar e o carago’”

Mário Sérgio teve uma passagem fugaz pelo Sporting - mas ainda teve tempo de fazer partidas ao Paulinho -, depois da formação no Paços de Ferreira. A seguir à passagem por Alvalade diz que teve de dar um passo atrás para dar dois à frente e viver os momentos mais felizes da carreira. Primeiro na Ucrânia - onde viveu várias histórias com a polícia -, mas sobretudo no Chipre, onde foi pentacampeão. À beira dos 39 anos, o lateral direito ainda não pensa desistir de jogar futebol.

Há um português campeão arménio: "Quando me convidaram para o Ararat, fui ao Google Maps, porque não tinha mesmo noção onde era a Arménia"

Ângelo Meneses tem 27 anos e um marco no CV que poucos jogadores portugueses podem reclamar: é campeão da Arménia, país que o defesa central nem sabia bem onde era quando para lá foi, no início da época, jogar na pré-eliminatória da Liga dos Campeões - algo que vai repetir-se no início de 2020/21. Para já, depois da "ressaca" de "vodka e conhaque" dos festejos do título, vai de férias, mas só na Arménia, já que a pandemia impede grandes viagens, e também vai estar a torcer pelo Famalicão, onde passou os últimos três anos num balneário "perito em armar barraco"

#FCPorto29. E o Porto é Conceição (e só é diseur quem pode)

Sérgio Conceição recuperou o tribalismo que fez do FC Porto uma máquina emocional, agressiva e perigosa, e acima de tudo ganhadora no passado. Podem discutir-se os méritos e os deméritos - e é evidente que o Benfica falhou espetacularmente esta época -, mas não reconhecer a importância do treinador quando se ganha um troféu é desonesto em quaisquer circunstâncias

Rio Ave bate recorde de pontos na liga, Vitória já não chegará à Europa

Carlos Carvalhal alcançou os 52 pontos no campeonato com a equipa vila-condense, fixando um novo máximo na história do clube ao empatar, no sábado, com o Santa Clara. Esse e outro empate - do Famalicão com o Boavista - fazem com que sejam matematicamente impossível que o V. Guimarães se qualifique para as competições da UEFA da próxima época

Jorge Jesus é o novo treinador do Benfica

Qualquer coisa como 45 minutos depois de o Flamengo confirmar a saída de Jorge Jesus, o Benfica oficializou o regresso do treinador português, cinco anos depois de deixar o clube

A chuva molhou o incauto Verstappen antes da redundante vitória de Hamilton

O rotineiro Lewis Hamilton ganhou o Grande Prémio da Hungria tranquilamente e já lidera, sozinho, o mundial de Fórmula 1, mas foi Max Verstappen quem mais animou a corrida: teve um acidente na volta de aquecimento à pista molhada de Hungaroring, os engenheiros recuperaram-lhe o carro na grelha, de onde partiu na sétima posição para terminar na segunda

Saco Azul: Soares de Oliveira também é arguido, Benfica diz que investigação debruça-se sobre €600 mil

Benfica diz que Luís Filipe Vieira e Domingos Soares de Oliveira são arguidos enquanto representantes legais da Benfica SAD e da Benfica Estádio

Miguel Oliveira regressa ao MotoGP com um oitavo lugar

O piloto português igualou o seu melhor resultado de sempre, este domingo, no Grande Prémio de Espanha, ao terminar entre os dez primeiros após partir da 17.ª posição da grelha

O mundial de surf vai chegar mais cedo a Portugal e Francisco Spínola explica-o: "A garantia de termos ondas épicas é maior em fevereiro"

A World Surf League decidiu cancelar, de uma vez, esta época e, ao mesmo tempo, baralhar tudo e voltar a dar, anunciando novidades para a próxima, que começará já em novembro e terminará em agosto de 2021, com um novo formato. Portugal passará a ser a segunda paragem do circuito mundial de surf, entre 18 e 28 de fevereiro, mas há até a hipótese de ser a primeira, porque o estado do Havai ainda tem de autorizar que haja competição por lá. Francisco Spínola, diretor da WSL para a Europa, África e Médio Oriente, explica o que vai mudar, em entrevista à <strong>Tribuna Expresso</strong>, e garante que faz todo o sentido aproveitar as ondulações de inverno que chegam à costa portuguesa: "A nossa época de surf é gigantesca e é isso que vamos provar"

A liga espanhola à la Madrid

Podia ser Hala Madrid, como festejam eles e não festejarão agora os adeptos, a quem a pandemia fecha as ruas, mas o título de campeão espanhol é do Real muito porque um certo treinador francês voltou o verão passado ao clube e vendo todos nós como, mas não sabendo bem como, voltou a atinar um grupo de jogadores para alguns se apresentarem, de novo, a um nível muito bom e, sem nunca serem geniais, ultrapassarem um Barcelona moribundo

ZONA MISTA
“Quase de joelhos, o Benfica pediu para que Jesus voltasse para disfarçar os problemas judiciais que o clube tem, que não são poucos, e que minam a imagem de prestígio e credibilidade”
Marques Mendes, na SIC, a propósito do regresso de Jorge Jesus à Luz

O QUE AÍ VEM
Segunda-feira

Paços de Ferreira - Portimonense (17h, Liga, SportTV1)
Sheffield - Everton (18h, Premier League, SportTV4)
Brighton - Newcastle (18h, Premier League, SportTV5)
Tondela - Braga (19h15, Liga, SportTV1)
Wolves - Crystal Palace (20h15, Premier League, SportTV5)
Juventus - Lazio (20h45, Serie A, SportTV4)
FC Porto - Moreirense (21h15, Liga, SportTV1)

Terça-feira
Watford - Manchester City (18h, Premier League, SportTV2)
Atalanta - Bolonha (18h30, Serie A, SportTV4)
Sporting - Vitória de Setúbal (19h, Liga, SportTV1)
Aston Villa - Arsenal (20h15, Premier League, SportTV2)
Sassuolo - AC Milan (20h45, Serie A, SportTV4)
Aves - Benfica (21h15, Liga, SportTV1)

Quarta-feira
Manchester United - West Ham (18h, Premier League, SportTV1)
Parma - Nápoles (18h30, Serie A, SportTV2)
Liverpool - Chelsea (20h15, Premier League, SportTV1)
SPAL - Roma (20h45, Serie A, SportTV4)
Torino - Verona (20h45, Serie A, SportTV5)
Sampdoria - Génova (20h45, Serie A, SportTV3)
Inter - Fiorentina (20h45, Serie A, SportTV2)

Quinta-feira
Udinese - Juventus (18h30, Serie A, SportTV1)
Lazio - Cagliari (20h45, Serie A, SportTV1)

Sexta-feira
PSG - Saint-Étienne (20h, final da Taça de França, SportTV2)
AC Milan - Atalanta (20h45, Serie A, SportTV5)

Sábado
Brescia - Parma (16h15, Serie A, SportTV2)
Génova - Inter (18h30, Serie A, SportTV2)
Nápoles - Sassuolo (20h45, Serie A, SportTV2)

Domingo
Benfica - Sporting (Liga)*
Moreirense - Tondela (Liga)*
Santa Clara - Vitória de Guimarães (Liga)*
Vitória de Setúbal - Belenenses (Liga)*
Portimonense - Aves (Liga)*
Braga - FC Porto (Liga)*
Marítimo - Famalicão (Liga)*
Gil Vicente - Paços de Ferreira (Liga)*
Boavista - Rio Ave (Liga)*
West Ham - Aston Villa (16h, Premier League, SportTV2)
Burnley - Brighton (16h, Premier League, SportTV4)
Southampton - Sheffield (16h, Premier League, SportTV2)
Everton - Bournemouth (16h, Premier League, SporTV4)
Arsenal - Watford (16h, Premier League, SportTV4)
Newcastle - Liverpool (16h, Premier League, SportTV1)
Chelsea - Wolves (16h, Premier League, SportTV2)
Manchester City - Norwich (16h, Premier League, SportTV5)
Crystal Palace - Tottenham (16h, Premier League, SportTV4)
Leicester City - Manchester United (16h, Premier League, SportTV3)
Verona - Lazio (18h30, Serie A, SportTV3)
Cagliari - Udinese (18h30, Serie A, SportTV4)
Roma - Fiorentina (18h30, Serie A, SportTV2)
SPAL - Torino (18h30, Serie A, SportTV5)
Juventus Sampdoria (20h45, Serie A, SportTV1)

* Jogos marcados à condição que podem ou não mudar de data e hora em função da classificação

HOJE DEU-NOS PARA ISTO
É dia de relembrar aquela conferência de imprensa em que Jesus desmontou o Benfica e desconsiderou Rui Vitória. Para mais tarde recordar.

"Com o tempo, as rotinas vão acabando, porque o cérebro já não está lá"

Jorge Jesus, em 2015, a lançar a Supertaça que viria a ganhar pelo Sporting ao Benfica