Tribuna Expresso

Perfil

Légendaires 🖐️

Partilhar

O Lyon venceu a sua quinta Champions consecutiva - a sétima no total

O Lyon venceu a sua quinta Champions consecutiva - a sétima no total

ALVARO BARRIENTOS

Entre 1956 e 1960, foi tudo deles. Com um trio de ataque composto por Di Stéfano, Puskás e Gento, o Real Madrid conquistou cinco Taças dos Campeões europeus - vulgo Champions - de forma consecutiva e, em retrospetiva, foi qualificada, pela FIFA (e não só) como a melhor equipa de futebol do século XX.

Entre 2016 e 2020, foi tudo delas. Apesar de coexistirem com uma sociedade 56 vezes mais mediática e imediata do que a dos anos 50, as jogadoras do Lyon dificilmente terão o reconhecimento generalizado que teve aquela equipa do Real Madrid, mas os troféus já ninguém lhes tira: conquistaram a quinta Champions consecutiva, ao derrotarem o Wolfsburg, por 3-1.

O igualar de um recorde histórico, que nunca mais tinha sido conseguido, é ainda mais impressionante quando pormenorizamos a conquista: o Lyon entrou nesta final sem quatro jogadoras habitualmente titulares, como a avançada Ada Hegerberg - a primeira mulher a conquistar um Ballon D' Or, que podemos equiparar a Messi ou Ronaldo, consoante a preferência futebolística do leitor -; Nikita Parris, que tinha sido contratada precisamente para colmatar a ausência de Hegerberg, mas foi expulsa na meia-final; a central Mbock, sempre titular ao lado da capitã Wendie Renard; e a média Amandine Henry, uma das mais experientes da equipa.

Mesmo sem estas jogadoras essenciais - e também sem a internacional portuguesa Jéssica Silva, que também reforçou o clube esta época, mas tem estado lesionada -, o Lyon foi superior às alemãs (curioso como na Champions masculina os finalistas também eram alemães e franceses...) e continua a reinventar-se, com jovens francesas que vão subindo na formação e contratações cirúrgicas, com um orçamento que ronda os €10 milhões.

E mesmo podendo haver implicância com tanta dominância, é difícil resistir a uma equipa assim tão lendária, com três jogadoras que bateram um outro recorde, também madrileno: Francisco Gento era recordista de conquistas de Champions, com seis troféus, mas agora foi ultrapassado por três francesas, todas presentes nas conquistas do Lyon, Sarah Bouhaddi, Wendie Renard e Eugénie Le Sommer.

São nomes que vão ficar para a história, tal como o de Jean-Michel Aulas, o presidente do Lyon, que dá à equipa feminina as mesmas condições de treino e trabalho que dá à equipa masculina, com os resultados a estarem à vista. Depois da meia-final da Champions, frente ao PSG, Aulas admitiu que deu à equipa feminina "o mesmo bónus da equipa masculina" quando chegou à final 8 e as jogadoras contaram que o presidente lhes deixou - como é habitual - no balneário uma frase afixada - "Precisamos de ter perseverança e confiança em nós. Precisamos de acreditar que temos talento para alguma coisa e que essa coisa pode ser atingida" - de Marie Curie, a primeira mulher a receber um prémio Nobel.

"É um prazer ser presidente desta equipa", disse Aulas ao "L' Équipe". Eu diria que é prazer ver presidentes assim, que não se esquecem do futebol feminino, do futebol de formação, do futebol amador, das modalidades. Enfim, dos valores do desporto, que devem preceder qualquer tentativa de vitória em qualquer desporto. Pensar nisto enquanto nos lembramos de uma certa cerimónia de arranque de uma certa liga de futebol, em que foi homenageada uma certa personagem de um futebol pré-histórico, em que foi premiado um adjunto de um treinador que não é principal porque não tem curso, em que é mencionado o nome de um clube que está na distrital e já não tem nada ver, por decisão do tribunal, com aquela SAD... Enfim, que dizer?

Para citar Bruno Vieira Amaral, "num país em que se confunde desporto com futebol e em que se confunde futebol com os três grandes", viva o Lyon!

O que se passou

Já houve sorteio da 3ª pré-eliminatória da Champions e o Benfica vai jogar um jogo na Grécia, frente ao PAOK de Abel Ferreira. Domingo, a equipa de JJ venceu o Bournemouth e o Sporting de Amorim venceu a B-SAD. No Tour, a amarela mudou de dono e, na Fórmula 1, a "amarela" continua a ser do mesmo homem. Em Inglaterra, o Arsenal roubou a Supertaça ao campeão Liverpool.

Breves notas (o Tour, o Vitória, Miguel Oliveira e Cavani)

Bruno Vieira Amaral discorre sobre vários assuntos que marcaram a semana: o início da Volta a França, a descida do Vitória de Setúbal, a conquista de Miguel Oliveira no MotoGP e o desaparecimento de Cavani

“Chamarem-me de puta? Isso não é normal nem podemos permitir que seja”. Este é o alerta da basquetebolista Sara Djassi

Chama-lhe a “pior experiência” da sua vida. Recusa ser uma vítima, é antes uma sobrevivente dos abusos verbais e assédio físico do seu ex-treinador. Sara Djassi tem 30 anos e está entre as melhores do basquetebol nacional. Representou os espanhóis do CDB Clarinos Ciudad de la Laguna Tenerife. Um dia, fugiu do treino e o que ninguém sabe é que correu para a polícia para apresentar queixa. Ignoraram-na. Escondeu-se em casa. “Naquele momento só queria atirar-me do patamar de minha casa para o pátio. Não me queria matar, só queria sentir uma dor física maior que aquela que estava a sentir dentro de mim. Ninguém me ouviu, apesar de ter tentado falar.” Desde que tornou pública a sua história, Sara já recebeu dezenas de contactos de atletas que passaram “pelo menos ou pior” - algumas portuguesas e algumas a jogarem em Portugal

Patrick Morais de Carvalho recandidata-se para acabar com as dúvidas: Belenenses só há um. “É hora de arrumar de vez o assunto B-SAD”

“Avanço para continuar a defender o clube de todos os que lhe querem mal”, revela, em exclusivo à <strong>Tribuna Expresso</strong>, o atual presidente do CF Os Belenenses, que se recandidata para um terceiro mandato satisfeito com o trabalho realizado nos últimos seis anos - "o Belenenses entra no seu segundo século com o seu património totalmente livre de penhoras e hipotecas" - mas crítico em relação ao Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, à Liga e à FPF

O Lyon vence a Liga do Lyon feminina pela quinta vez seguida

Nunca uma equipa de futebol replicara o feito do Real Madrid de Di Stéfano e Puskas, de outro tempo bem distante, até este Lyon, que ganhou (3-1) ao Wolfburgo e conquistou a Liga dos Campeões feminina pelo quinto ano consecutivo. São já sete as conquistas só nesta década

A não comparência anunciada de Messi

Como se esperava, o argentino não se apresentou no regresso ao trabalho do clube, apesar de, diz a imprensa espanhola, querer resolver a sua saída a bem, sem conflitos. Mas, este domingo, a liga espanhola emitiu um comunicado para, na prática, se colocar do lado do Barcelona, dizendo que o contrato entre o jogador e o clube ainda está em vigor e a cláusula de rescisão de 700 milhões terá de ser paga para Lionel Messi sair do clube

“O Leonardo Jardim dizia-me: 'Hoje sonhei que vais marcar'. E eu fazia golo. Fez isto três ou quatro vezes, eu marcava sempre. Era estranho”

André Martins iniciou a terceira época no Legia de Varsóvia, na Polónia, onde foi campeão, depois de dois anos na Grécia com muitas mudanças de treinador. O médio que fez toda a formação e ganhou nome no Sporting assume que foi com Jorge Jesus que aprendeu mais, embora tenha sido com quem menos jogou; conta a história do dia em que voou com o passaporte de um amigo e como foi descoberto; confessa-se um viciado na PlayStation e revela ser um amante da cozinha, que não se importa de pagar muito para comer bem

Zona mista

“Chamarem-me de puta? Isso não é normal nem podemos permitir que seja”.

- Sara Djassi, basquetebolista portuguesa, em entrevista à Tribuna Expresso, contou os abusos que sofreu a jogar em Espanha, porque diz que recusa ser uma vítima: é antes uma sobrevivente. Preocupante também é a quantidade de denúncias semelhantes que a própria diz ter recebido, de atletas em Portugal.

O que aí vem

Segunda-feira, 31
🇵🇹
A seleção portuguesa concentra-se hoje na Cidade do Futebol, para preparar os jogos frente a Croácia e Suécia.
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport, a partir das 11h.
⚽ Se estiver a ressacar de bola, há Fenerbahçe-Antalyaspor, amigável de pré-época, na SportTV (19h).
🏀 Continuam os playoffs da NBA, depois do boicote contra o racismo, hoje de madrugada, às 2h (SportTV), com o Rockets-Thunder (Rockets lideram a série por 3-2).

Terça-feira, 1
🚴
Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.
🏀 Continuam os playoffs da NBA, mas à hora desta newsletter ainda não se sabia que jogos irá a SportTV transmitir durante a semana (aos interessados, sugiro a app da NBA, sempre atualizada com horas portuguesas e transmissão televisiva).
🔙 Faz hoje 81 anos: a Alemanha invade a Polónia e a II Guerra Mundial impede a realização, durante seis anos, das grandes competições desportivas do continente europeu. Não se realizaram os mundiais de 1942 e 1946 e os Jogos Olímpicos de 1940 e 1944.

Quarta-feira, 2
⚽ Em mais um jogo de pré-época, o Benfica de JJ recebe o Sp. Braga de Carvalhal, às 19h, na BTV.
🏖️ Começa a Superfinal Eurobeach Soccer League, na Nazaré, com o Portugal-França, às 17h30 (no 11).
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.
🔙 Faz 59 anos... Nasce, em Santa Marta, Carlos Valderrama. Eleito melhor jogador sul-americano em 1987 e 1993, à frente de vedetas como Maradona ou Romário, Carlos Valderrama é unanimemente considerado o melhor jogador colombiano de todos os tempos (1961)

Quinta-feira, 3
⚽ Começa a nova edição da Liga das Nações - já agora, nunca é demais recordar que o detentor do título é Portugal - e o grande jogo de hoje é o Alemanha-Espanha, às 19h45, na SportTV.
🏖️ Continua o futebol de praia, com Portugal-Alemanha, às 17h30 (no 11).
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.

Sexta-feira, 4
🇵🇹 Os sub-21 de Rui Jorge vão ao Chipre defrontar a seleção local, em jogo de qualificação para o Euro (17h, 11).
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.

Sábado, 5
🇵🇹
Portugal volta finalmente à ação, quase um ano depois, para começar a defender o título da Liga das Nações, frente à Croácia, no Dragão (19h45, SportTV1).
🔙 Faz hoje 35 anos que chega, não ao Dragão, mas às Antas, o internacional argelino Rabah Madjer, que marcaria para sempre a história do FC Porto com o seu inesquecível calcanhar na final de Viena.
🏖️ Continua o futebol de praia, com Portugal-Ucrânia, às 17h30 (no 11).
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.

Domingo, 6
⚽ Prossegue a Liga das Nações, com vários jogos. Destaque para o Suíça-Alemanha, às 19h45 (SportTV1).
🏖️ Continua o futebol de praia, com Portugal-Suíça às 17h30 (no 11).
🚴 Prossegue a Volta à França, com transmissão em direto na Eurosport.

Hoje deu-nos para isto

Carlos Rodrigues

Aimar, Saviola, Di Maria... Enfim, uma mão cheia de craques recheava o plantel do Benfica em 2009, então orientado por Jorge Jesus. E faz hoje precisamente 11 anos desde que essa equipa arrasou o Vitória de Setúbal, na Luz, por 8-1 (pode ver o resumo aqui).

Esta época, o novo Benfica de JJ ainda não arrasou, mas seguramente já vai jogando melhor do que na época passada, como prometeu o treinador.

Tenha uma boa semana, não seja sexista e acompanhe a Tribuna diariamente no site, no semanário Expresso e no Twitter, no Facebook e no Instagram: @TribunaExpresso.