Tribuna Expresso

Perfil

Francisco Conceição é amor

Partilhar

O abraço entre o pai/treinador Sérgio Conceição e o filho/jogador Francisco Conceição foi provavelmente o momento mais bonito desta Liga NOS

O abraço entre o pai/treinador Sérgio Conceição e o filho/jogador Francisco Conceição foi provavelmente o momento mais bonito desta Liga NOS

Octavio Passos

Antes de lhe explicar por que razão soltei uma lágrima com o FC Porto-Boavista, uma intervenção do VAR da Tribuna:

além dos nossos leitores habituais, que já costumam receber esta newsletter semanalmente, hoje alargamos o nosso público para outros leitores do Expresso. Se este é o seu caso e está a receber esta missiva pela primeira vez, permita-me convencê-lo a subscrever a melhor newsletter de desporto do Expresso, à segunda-feira, às 12h45, na sua caixa de correio. A qualquer momento pode consultar a política de privacidade e os termos de utilização do Expresso, também presentes no rodapé da newsletter. Se não deseja voltar a receber a newsletter 12:45 da Tribuna, vou ficar eternamente triste consigo e assombrar... brincadeirinha: clique aqui e retire a checkbox da opção 'Tribuna 12:45'. Poderá cancelar a sua subscrição a qualquer momento nesta página ou em qualquer newsletter futura no link presente no rodapé.

Segue jogo. Se este introito inesperado o aborreceu, imagine o que seria estar a festejar o golo da vitória da sua equipa aos 90 minutos e vê-lo ser anulado por causa de uma regra absurda. É verdade que podemos debater eternamente se o videoárbitro (VAR) é mais prejudicial do que benéfico para o futebol, mas neste caso nem é necessário entrar nessa discussão. No ano passado, o Internacional Football Association Board (IFAB), que é como quem diz o grupo que decide as leis do futebol, entendeu clarificar que sempre que um golo fosse precedido de um contacto da bola no braço de um atacante, o golo seria anulado.

Repare-se que, de acordo com a regra, é perfeitamente indiferente se o toque é involuntário ou não: desde que toque, é falta e não é golo. Foi o que aconteceu a Evanilson no FC Porto-Boavista (golo que pode rever aqui). Não sou árbitra, muito menos decisora do IFAB, mas esta nova regra é o que se chama uma valente trampa. Um jogador remata a bola, está em contacto direto com o adversário, ambos caem com o choque: é suposto o jogador enfiar os braços exatamente onde? Era bom que o IFAB esclarecesse, já que nos bolsos seguramente não será, uma vez que não os há nos calções de futebol.

Não estando propriamente a referir-se a um lance como a mão de deus, esta higienização do futebol já enjoa. Quando o futebol for jogado por robôs, sem ninguém nas bancadas, visto só pela televisão, com as únicas emoções à vista a serem as indignações simuladas de dirigentes em conferências de imprensa, alguém vai querer saber dele para alguma coisa?

Não, não vai. Mas vamos sempre querer saber destes momentos de rara beleza no nosso futebol português, em que a emoção entre os intervenientes é tanta que extravasa possíveis animosidades ou tendências clubísticas. A forma como Francisco Conceição festejou aquele 'golo' com o pai foi das coisas mais bonitas que vimos esta época, num campeonato que se preza mais por quezílias do que propriamente por paixões.

Há uma diferença entre querer o nosso bem e querer o mal dos outros, diferença essa que amiúde mina o nosso futebol de ódio em vez de amor. Francisco Conceição, um talento incrível que já se fazia notar no FC Porto B, é amor, como o foram antes dele João Félix, Bruno Fernandes, Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo..., e como sempre é um golo marcado aos 90 minutos. Tenhamos todos mais amor ao jogo e menos ódio aos adversários.

O que se passou

O Benfica voltou a meter água, assim como o FC Porto; o Paços de Ferreira mostrou que o quinto lugar não é obra do acaso; Pedro Neto voltou a brilhar na Premier League, enquanto o City de Guardiola venceu o Tottenham de Mourinho, e o Liverpool voltou a escorregar; e o Bayern de Munique comprou o central Upamecano.

Leia também

A falta que faz a moldura humana

"Sem a 'moldura humana' (como eu amo estas expressões radiofónicas de antanho), sem o dramatismo cénico da multidão e a banda sonora viva (não as emoções enlatadas que nos servem em algumas transmissões), o jogo é aquilo que dizia a minha avó: 22 dois marmanjos a correr atrás de uma bola", escreve Bruno Vieira Amaral

Leia também

Matem o VAR antes que o VAR mate o futebol

Em nome da milimétrica verdade científica (algo que a sociedade dos placebos não consegue encaixar na gestão da pandemia), o VAR está a matar a emoção do futebol, um desporto que está mais próximo da beleza imperfeita da arte do que da perfeição euclidiana da ciência. O que é um fora-de-jogo de centímetros ao lado da beleza que é um pai, Sérgio Conceição, a comemorar um golo no último minuto agarrado a um filho que também é um dos seus jogadores?

Leia também

Estivemos em Moreira de Cónegos no domingo, vamos a Roma daqui a uns dias e mesmo assim sinto que estamos em Hanói (por Um Azar do Kralj)

Aí está mais uma preocupada crónica de Vasco Mendonça após novo deslize do Benfica, agora frente ao Moreirense

Leia também

Saiu quem contribui há menos anos para a Segurança Social e é bonito nas redes sociais. Mas o jogo mudou com quem nem tem carta de condução

Pois então que Catarina Pereira, de Lá Em Casa Mando Eu, dedica algumas palavras generosas a Francisco Conceição, filho de Sérgio Conceição, nesta análise humorística após o FC Porto - Boavista, que resultou num empate. Note-se a ironia do título

Leia também

4-2-3-1, 4-3-3, 3-4-3: a que joga o City de Guardiola? Simplesmente, ao ataque

Depois de um início de época atribulado, em 4-2-3-1, Pep Guardiola foi buscar às origens do 4-3-3 o antigo Manchester City, ainda que com retoques na fórmula, como o sucesso do novo médio João Cancelo. O resultado foi uma equipa mais criativa, que conseguiu esta semana a maior sequência de jogos consecutivos a ganhar na história do futebol inglês: 15 vitórias. E vem aí o Tottenham de Mourinho, a última equipa contra a qual perdeu (sábado, 17h30). Um texto para perceber os caminhos de Pep

Leia também

“O Preud'homme punha tabaco entre os dentes e o lábio. Experimentei: ardeu-me, cuspi, fiquei branco. E ganhei um lugar à mesa do João Pinto”

José Sousa sonhou ser economista e garante que nunca sentiu paixão clubística ou amor a camisola, e admite que nunca gostou de ser lateral-direito. O que ele gostava era de ser guarda-redes, como o seu ídolo belga, e depois avançado, onde chegou a jogar antes de chegar a senior. Nesta entrevista, este exímio contador de histórias conta como engendrou várias partidas - aquelas em que deixou sujas as mãos de Marinho Peres, ou provocou uma alergia a Cândido Costa - e como anotou num livrinho todas as calinadas de Jorge Jesus, um treinador com o qual não se deu particularmente bem

Leia também

No Bessa, não há boa vista

Com dívidas do passado, a claque de costas voltadas para o clube e impedido de contratar um jogador, o futuro do outrora Boavistão está tremido. O antepenúltimo lugar na Liga ameaça fazer ruir o projeto sustentado por um investidor estrangeiro

Zona mista

"Em relação à minha relação com o Antero, que é familiar, pelo sim, pelo não, ainda esta semana falei com ele para ver se ganhávamos hoje."

- Rúben Amorim, treinador do Sporting, com uma espécie de mic drop na conferência de imprensa de antevisão do Sporting-Paços, ironizando sobre uma alegada ajuda de Antero Henrique, ex-dirigente do FC Porto e cunhado de Amorim, ao Sporting

O que aí vem

- Segunda-feira, 15
⚽ O Sporting recebe o Paços, às 20h15 (SportTV), e pode isolar-se ainda mais na liderança da Liga portuguesa, em caso de vitória. Para já, tem mais sete pontos do que o FC Porto, mais oito do que o Braga e mais 10 do que o Benfica.

- Terça-feira, 16
🎾 Prossegue o Open da Austrália, com transmissão Eurosport, agora nos quartos-de-final: destaque para o jogo entre Naomi Osaka e Su-Wei Hsieh, à 1h30 da manhã, e para o encontro entre Novak Djokovic e Alexander Zverev, às 9h30.
🏆 The Chaaaaaaaaaaaampions! Está finalmente de volta a Liga dos Campeões e os oitavos-de-final começam com dois jogos à mesma hora, lamentavelmente: Barcelona-PSG e Leipzig-Liverpool, ambos na Eleven Sports às 20h.

- Quarta-feira, 17
🏆 O único representante português ainda na Liga dos Campeões, o FC Porto, recebe a Juventus de Ronaldo, às 20h, na TVI. Na Eleven, à mesma hora, Sevilha-Borussia Dortmund.
🤾‍♂️ Na Champions de andebol, o FC Porto defronta os bielorrussos Meshkov Brest, às 17h45, no Porto Canal.

- Quinta-feira, 18
🏆 Depois da Champions, é a vez do regresso da Liga Europa: às 17h55, o Braga recebe a Roma de Paulo Fonseca, na SportTV; às 20h, o Benfica recebe o Arsenal, na SIC.
🇺🇸 Em futebol feminino, destaque para a transmissão do torneio She Believes Cup, que junta EUA, Brasil, Canadá e Argentina, em preparação para os Jogos Olímpicos. Às 21h, Brasil-Argentina; à meia-noite, EUA-Canadá (jogo que estarei a comentar e para o qual lhe endereço um convite, dado que vale sempre a pena ver as campeãs mundiais). Note-se que isto é serviço público por parte do Canal 11, tendo em conta que raramente se vê futebol feminino internacional nas televisões portuguesas, com honrosa exceção para os jogos decisivos da Liga dos Campeões feminina, que costumam ser transmitidos pela Eleven Sports. Alô, SportTV, esta dica é para ti.

- Sexta-feira, 19
🏀
NBA quase todos os dias (ou melhor, madrugadas, para nós) da semana, mas às três da manhã de sexta-feira destaque para o jogo entre os campeões Lakers e os Brooklyn Nets, na SportTV.
🇵🇹 Às 16h15, há mais futebol feminino na televisão, e agora é a seleção nacional em jogo decisivo na Finlândia. Ambas as seleções (que empataram 1-1 na 1.ª volta) partilham a liderança do grupo E de qualificação para o Europeu 2021 (que afinal será em 2022, devido à pandemia), com 16 pontos, e Portugal só depende de si para conquistar o grupo e entrar diretamente na prova, quando faltam apenas duas jornadas. Mesmo que não fique em 1.º lugar, a seleção já tem o 2.º lugar garantido, o que vale a disputa de um play-off de qualificação.

- Sábado, 20
O líder Sporting recebe o Portimonense, às 20h30, já na 20.ª jornada da Liga NOS.
🇩🇪 Às 14h30, na Eleven, o Eintracht Frankfurt de André Silva, que anda de pé quente, recebe o líder Bayern de Munique.
🎾 Dia de final feminina no Open da Austrália, transmissão Eurosport.

- Domingo, 21
O São Luís, mítica casa do Farense, volta a receber Benfica, às 20h15, na SportTV.
🇮🇹 Há dérbi de Milão na Serie A: AC Milan-Inter, às 14h, na SportTV, com o Inter a liderar a prova com apenas mais um ponto do que o rival.
🇺🇸 No torneio She Believes, há jogo grande entre EUA e Brasil, às 21h; e há Argentina-Canadá, às 23h, ambos no 11.
🎾 Dia de final masculina no Open da Austrália​​​​​​​, transmissão Eurosport.

Hoje deu-nos para isto

Fábio Paim, o miúdo que todos diziam que tinha mais talento do que Cristiano Ronaldo

Fábio Paim, o miúdo que todos diziam que tinha mais talento do que Cristiano Ronaldo

Jose Carlos Carvalho

Hoje é dia de dar os parabéns a Fábio Paim. O homem que se tornou prova viva de que o talento no futebol não chega para ser jogador ao mais alto nível completa esta segunda-feira 33 anos de vida, enquanto vai alongando a modesta carreira no Zimbru, clube da Moldávia, depois de também já ter estado esta época no Starowice, da quarta divisão polaca.

Se a lista de ex-clubes de Paim chega aos dois dígitos - esteve no Brasil, Lituânia, China, Luxemburgo, Malta, Qatar, Angola -, os sucessos do rapaz que diziam ter mais qualidade do que Cristiano Ronaldo contam-se pelo dedo de uma mão e Paim chegou a ter de interromper a carreira ao ser acusado e preso por tráfico de droga.

"Dou um exemplo. Se uma pessoa que não tem nada de repente ganha o Euromilhões, com 15 ou 16 anos, o que vai fazer? Os jogadores normalmente começam a receber dinheiro com 22, 23 anos; eu fiz o meu primeiro contrato profissional aos 16 anos. Recebia 20 mil euros/mês, mais 150mil/ano. Antes já recebia dinheiro só que ia diretamente para a minha mãe e eu estava fechado na Academia e nada aconteceu. Só quando sai da Academia é que comecei a perceber o que é que eu tinha e o que podia fazer. Foi aí que comecei a cometer as minhas loucuras", recorda o próprio Fábio Paim, numa entrevista antiga à Tribuna Expresso que vale sempre a pena recordar - e mostrar aos mais novos.

"Gastei praticamente tudo, mas tenho algumas coisinhas. Se fizermos um cálculo por alto, talvez uns dois milhões ou mais. Nem eu sei, é muito dinheiro."

Leia também

Fábio Paim: “Eu não podia ter a vida do Cristiano. É boa de mais para mim”

É tido como a eterna promessa do futebol português. Quem o viu nas escolas do Sporting, onde entrou com sete anos, ficou maravilhado com o talento. Aurélio Pereira, especialista em formação, dizia dele: “Falam do Cristiano Ronaldo? Atenção que o Fábio Paim é muito melhor. É outra coisa”. <em>Esta entrevista foi originalmente publicada a 11 de setembro de 2016.</em>

Tenha uma boa semana, espalhe amor e, no entretanto, acompanhe a Tribuna diariamente no site, no semanário Expresso e no Twitter, no Facebook e no Instagram: @TribunaExpresso.