Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE

Acreditar sem ver

Partilhar

NurPhoto

"A repórter pergunta ao homem, que dá a volta ao campo de São Francisco de joelhos como promessa ao Senhor Santo Cristo, se é uma questão de muita fé e o homem responde, de lágrimas nos olhos, 'Graças a Deus!'"

Ontem foi dia de festa na minha terra. Ou melhor, na verdade não houve festa nenhuma, porque a covid-19 não o permite, mas não deixou de ser dia do Senhor Santo Cristo dos Milagres, culto que habitualmente leva milhares de pessoas a uma procissão no centro de Ponta Delgada, em São Miguel, para o pagamento de promessas como a descrita em epígrafe (e que roubei à minha tia).

Não sou uma pessoa religiosa, e até aprendi recentemente que me qualifico como uma analfabeta emocional, mas creio que a transcendência de acreditar em algo que não vemos e que não sabemos bem explicar é das experiências mais fascinantes da vida humana, e essa é uma fé que perpassa toda a nossa existência, caso a saibamos cuidar, nos vários parâmetros da nossa vida.

Como, por exemplo, o desportivo. Invariavelmente, no final de cada época, as cores até podem mudar, mas a frase é sempre a mesma: "Para o ano é que é!"

A crença infindável do amor clubístico, ano a ano, não deixa de ser chocante, porque mesmo perante as maiores desgraças e tristezas infligidas, permanece mais ou menos intacta, também por nossa escolha. E é devido a esse amor invisível que os clubes são o que são, mesmo quando ficam, como é o caso atual do Sporting, 19 anos sem conquistar um campeonato nacional.

A última vez que o Sporting foi campeão eu tinha 14 anos, vivia na ilha e mal sabia ainda o que era o futebol, quanto mais o mundo. Rúben Amorim tinha 19 anos e estava a iniciar a carreira de jogador e Nuno Mendes e Tiago Tomás ainda nem tinham nascido, ou seja, nunca viram o seu clube ser campeão. O FC Porto (e o Benfica) que me perdoe, mas esta é uma história muito bonita e até merecida, depois daquele 5 de março de 2020 de muita fé de Rúben Amorim (e do baque que foi a eliminação da Liga Europa...):

"Eu pergunto: e se corre bem?"

E não é que correu mesmo?

PS: "My favorite definition of love is giving someone the power to destroy us and trusting they won't use it". Ela não é sportinguista, apesar de ter uma paixoneta pelo Porro, mas é a minha transcendência. Queixa-se que nunca lhe escrevo. Com razão. Amo-te, Inês.

O que se passou

Nem Superliga nem Liga dos Campeões: a Juventus de Ronaldo está tão mal no campeonato que neste momento não está qualificada para nada; Lewis Hamilton voltou a vencer, agora em Espanha; João Rodrigues venceu a Volta ao Algarve; João Almeida continua na luta pela camisola rosa; Marega vai mesmo deixar o FC Porto no final da época; e, hoje, Luís Filipe Vieira vai ao Parlamento.

Leia também

O triunfo de Rúben Dias

"Alguém disse, e com razão, que nos últimos tempos só o Manchester City dá alegrias aos benfiquistas", escreve Bruno Vieira Amaral, a propósito das exibições de Rúben Dias no finalista da Champions

Leia também

Fonte: "O Sporting dispensou-me aos 13 anos, o meu pai dizia que era melhor agarrar-me aos estudos. Mas eu sabia que tinha qualquer coisa"

José Fonte começa por contar porque não se adaptou a Lisboa em criança e por causa disso passou dois anos longe dos pais e do irmão, Rui Fonte. Em pequenino queria ser bombeiro como o avô e diz que foi difícil o inicio de carreira. A dispensa do Sporting aos 13 anos foi um golpe muito duro, mas que só lhe alimentou o fogo interior. Sem conseguir vingar em Portugal, foi em Inglaterra que acabou por amadurecer e brilhar. <em>Esta é a primeira parte da entrevista a José Fonte</em>

Leia também

"Quanto mais velho estou, melhor, tornou-se mais fácil para mim jogar. Depois quero experimentar ser treinador"

Nesta segunda parte da entrevista à <strong>Tribuna Expresso</strong>, José Fonte fala da saída do Southampton e da passagem pelo West Ham e pela China, onde se recusou a comer uma coisa que "parecia uma minhoca do mar", antes de ingressar no Lille, onde tenta, aos 37 anos, alcançar o seu primeiro título nacional num clube

Leia também

Jacky Durand, o rei das fugas: “Talvez ainda seja cedo para o João Almeida ganhar, mas há sempre surpresas no Giro, por isso, porque não?"

O antigo ciclista francês, que entrou no imaginário dos amantes do ciclismo nos anos 90 pelo seu inconformismo e pelas longas escapadas, não poucas vezes em solitário, diz à <strong>Tribuna Expresso </strong>que acredita que o português João Almeida corre por fora entre o grupo de favoritos à vitória final na Volta a Itália, que arranca este sábado em Turim (transmissão Eurosport). Mas que não devemos colocar de parte surpresas

Leia também

O assédio não prescreve... e, aparentemente, a ignorância também não

A psicóloga Ana Bispo Ramires (em parceria com Assunção Neto, psicóloga clínica especialista em trauma) escreve sobre o tema do assédio sexual, que "pode levar à destruição do 'eu' em vários níveis"

Zona mista

"Para não alimentar o que possa ser tabu, acertámos há alguns dias um ‘timing' para que as coisas fossem comunicadas. Foi apresentada uma proposta de renovação ao Pepa, conversámos várias vezes, mas o Pepa entendeu que a ligação devia terminar no final da época, com a mesmíssima elevação com que chegámos à conclusão de que os caminhos se vão separar."

- Paulo Meneses, presidente do Paços de Ferreira, a anunciar com elevação a saída de Pepa, depois de deixar o clube no 5.º lugar e de volta às provas europeias - deve agora seguir-se o Vitória de Guimarães

O que aí vem

Segunda-feira, 10
⚽ É já hoje que pode ficar decidido o campeonato e está tudo nas mãos e nos pés do FC Porto, que recebe o Farense (20h15, SportTV) e está obrigado a ganhar para que o Sporting não seja campeão esta segunda-feira.

Terça-feira, 11
⚽ Há nova possibilidade de vermos o Sporting campeão, caso o FC Porto tenha vencido o Farense: a equipa de Rúben Amorim recebe o Boavista e só precisa de ganhar o jogo para conquistar o título que escapa há 19 anos (20h30, SportTV). Às 18h, há Nacional-Benfica.
🇪🇸 Em Espanha, a luta pelo título também está ao rubro, com três jornadas por disputar. Às 21h (Eleven), o Levante recebe o Barcelona, que segue com 75 pontos, os mesmos do Real Madrid - ambos têm menos dois pontos do que o Atlético.

Quarta-feira, 12
🇪🇨 🇧🇷 Logo à 1h30 da madrugada (SportTV), há novo confronto entre um clube do Equador e outro do Brasil, com um toque português: o Independiente del Valle de Renato Paiva defronta o Palmeiras de Abel Ferreira, na Libertadores.
🇪🇸 Às 21h (Eleven), o Atlético de Madrid recebe a Real Sociedad e pode dar um passo em direção ao título espanhol.

Quinta-feira, 13
🇪🇸 É a vez de Real Madrid entrar em campo, em casa do Granada, às 21h (Eleven).
🇩🇪 É dia de final da Taça alemã, entre RB Leipzig e Borussia Dortmund (19h45, SportTV).
🏀 Às 19h (BTV), há Benfica-Sporting em basquetebol, para a Liga Placard.

Sexta-feira, 14
⚽ Começa a 33.ª jornada da Liga portuguesa, com Paços de Ferreira-Gil Vicente (19h, SportTV).
🏐 A seleção portuguesa feminina de voleibol defronta a Georgia, às 12h30 (SportTV), na qualificação para o EuroVolley 2021.

Sábado, 15
⚽ Pode até já não contar para nada, mas dérbi é sempre dérbi: Benfica-Sporting, às 18h (BTV). Às 20h30, Rio Ave-FC Porto.
🇮🇹 Em Itália também é dia de dérbi: Roma-Lazio, 19h45 (SporTV).
🥅 O campeão europeu de futsal, o Sporting, recebe o Portimonense, às 14h (Canal 11).
🏑 Começa a final four europeia de hóquei, com FC Porto-Oliveirense (17h, RTP1) e Benfica-Sporting (21h, RTP1).
🤾🏻 Dia de clássico em andebol, entre Benfica e FC Porto (15h, BTV).

Domingo, 16
🏆 É dia de final da Liga dos Campeões feminina: Chelsea e Barcelona disputam o título, às 20h (Canal 11 e Eleven). Por Portugal, a Liga BPI feminina também já vai na penúltima jornada, com o Sporting um ponto à frente do Benfica, e a última jornada reserva um dérbi. Às 16h, Braga-Sporting e Benfica-Condeixa (Canal 11).
🇫🇷 Em França, o Lille está perto de roubar o título ao PSG: às 20h, na Eleven, PSG-Reims e Lille-St.Étienne.
🏑 Disputa-se a final europeia de hóquei, entre os vencedores dos jogos de sábado (17h30, RTP1).

Hoje deu-nos para isto

Getty Images

"Será?" 19 anos são muitos anos, mas os leitores com melhor memória do que a minha certamente conseguirão lembrar-se do que aparece neste vídeo de resumo da época 2001/2002, em que o Sporting de Mário Jardel e companhia se sagrou campeão, no que agora já parece um outro mundo.

Curiosamente, os festejos dessa altura começaram no sofá, já que o Sporting beneficiou da derrota do Boavista para confirmar a conquista. Acontecerá o mesmo esta noite?

Leia também

2001/02: o último título de campeão do Sporting

Recorde as imagens da conquista do último campeonato do Sporting, há 19 anos

Tenha uma boa semana, festeje se for para festejar, chore se for para chorar, e acompanhe a Tribuna diariamente no site, no semanário Expresso e no Twitter, no Facebook e no Instagram: @TribunaExpresso.