Tribuna Expresso

Perfil

Ganhar está no caminho de perder

Partilhar

Thomas Tuchel a beijar a taça que finalmente conquistou

Thomas Tuchel a beijar a taça que finalmente conquistou

Matthew Ashton - AMA

"Estou à espera de ser despedido."

Foi assim, de uma forma crua, ainda que irónica, que Abel Ferreira resumiu a carreira de um treinador. Este fim de semana, Alberto Valentim, treinador do Cuiabá, conseguiu a proeza - ou melhor, foram os dirigentes do clube a consegui-lo - de ser despedido logo na primeira jornada do Brasileirão, após empatar em casa com o Juventude. O despedimento tão precoce de um colega motivou o escárnio de Abel, ele próprio vítima de um começo negativo no novo Brasileirão, ao perder com o Flamengo.

Felizmente o treinador português não foi dispensado, ao contrário do que aconteceu, por exemplo, com Miguel Cardoso, a meio do playoff de manutenção do Rio Ave com o Arouca; ou com Thomas Tuchel, que chegou à final da Liga dos Campeões da época passada com o PSG, mas acabou por ver a equipa perder frente ao Bayern de Munique. E acabou por ser dispensado de Paris, mudando-se então para Londres, onde deu a volta a um Chelsea que até então vivia pouco feliz.

Por falar em falta de felicidade: alguém se lembra ainda do que conquistou o Liverpool de Jürgen Klopp em 2018/19, ou será que aquela Champions, e a Liga inglesa de 2019/20, já não servem para certificar a qualidade?

É que Pep Guardiola já há muito que é criticado por não vencer a Champions depois de sair de Barcelona, apesar de entretanto já ter conquistado Ligas e taças inglesas e alemãs - num total de 32 títulos (!). Esta época, chegou finalmente à final europeia, mas perdeu, e perdeu bem, com o Chelsea.

E, quando se perde bem, só uma coisa a fazer, como fez Guardiola: beijar a medalha de finalista, que custou a obter, e nunca esquecer que perder está no caminho de ganhar. E ganhar está sempre no caminho de perder.

O que se passou

Leia também

Barbara Schett: "Roland Garros é basicamente a sala de estar de Rafael Nadal. Diria que ninguém o vai bater"

A antiga tenista e hoje comentadora acredita que Rafael Nadal volta a partir como grande favorito à conquista de Roland Garros e que só Novak Djokovic (ou talvez Stefanos Tsitsipas) podem fazer frente ao espanhol. À <strong>Tribuna Expresso</strong>, a austríaca diz ainda que Roger Federer estará em Paris com um olho em Londres e relembra alguns dos melhores momentos que viveu, como tenista e como adepta, nos <em>courts</em> do Grand Slam francês, que arrancou domingo

Leia também

Um quarto lugar em 2020, um sexto em 2021, um grande João Almeida para sempre

O ciclista português, que ainda só tem 22 anos, foi o quinto mais rápido no contrarrelógio final desta edição do Giro d'Itália, conquistada pelo colombiano Egan Bernal. O ano passado, João Almeida acabara a prova (a sua primeira grande Volta) na quarta posição. Agora, foi até ao sexto lugar

Leia também

Miguel Oliveira acabou em 2.º no GP de Itália e fez melhor resultado do ano

Miguel Oliveira cortou a meta a 2,592 segundos do vencedor, o francês Fábio Quartararo. Apesar de ter sido penalizado por ter excedido os limites da pista do Grande Prémio de Itália, o piloto português conseguiu terminar no pódio

Leia também

A tragédia do Rio Ave, a dignidade de Tarantini

Foram 13 anos seguidos na I Liga, três presenças na Liga Europa, dois recordes de pontos batidos e também foi por um penálti, há sete meses, que não eliminou o AC Milan da Europa. Depois de tudo isto, o Rio Ave desmoronou-se ao longo desta época e na próxima jogará na segunda divisão. A goleada de 0-5 que o Arouca lhe impôs no <em>play-off </em>apenas o confirmou

Leia também

Morreu Jason Dupasquier, piloto suíço de Moto3. Tinha 19 anos

Piloto de ascendência portuguesa não resistiu aos ferimentos graves de um acidente sofrido no sábado, durante a qualificação do Grande Prémio de Itália, de Moto3

Leia também

Um vencedor justo e uma injusta Fraudiola prolongada

Um golo de Kai Havertz fez a diferença entre o Chelsea simples, eficaz e sabedor ao que queria jogar, e o Manchester City cujo plano o fez carregar no botão de complicar até acabar a implodir no Estádio do Dragão, onde não houve muitas máscaras nas bancadas. Thomas Tuchel ganhou a Liga dos Campeões à segunda final consecutiva e Pep Guardiola contará mais um ano sem a reconquistar

Leia também

"No primeiro treino do mister Klopp, no Liverpool, eu ia vomitando. Ele chegou à minha beira e disse que ia escrever isso no livro dele”

João Carlos Teixeira estranhou os hábitos quando passou de um colégio de freiras, em Braga, para a Academia do Sporting, mas no final da formação estava a assinar pelo Liverpool. Com dificuldade na adaptação ao poderio físico do futebol inglês foi emprestado, antes de voltar para Anfield Road. Esta é a primeira parte da entrevista ao atual jogador do Feyenoord

Leia também

"A maior frustração da minha carreira até agora foi não ter jogado mais no FC Porto"

Aos 28 anos e a jogar no Feyenoord, na Holanda, João Carlos Teixeira confessa que já se preocupa com o que vai fazer depois pendurar as chuteiras, algo que só conta fazer daqui a sete anos, no mínimo. Com talento para a cozinha, fala das mudanças nos hábitos alimentares e cuidados com o corpo, critica a demora na utilização do VAR e revela como os 73 anos do seu atual treinador são uma grande mais-valia na gestão do balneário

Zona mista

"Saio porque o clube não me dá a confiança de que preciso."

- Zinédine Zidane, agora ex-treinador do Real Madrid, a explicar, numa carta aberta aos adeptos, por que razão decidiu abandonar o clube

O que aí vem

Segunda-feira, 31
🎾 Já começou Roland Garros, com jogos em catadupa na Eurosport, não só hoje mas até 13 de junho, dia da final.
⚽ Começam hoje os 1/4 final do Europeu sub-21, com a seleção de Rui Jorge a defrontar a Itália (20h, RTP1).

Terça-feira, 1
⚽ Começam os amigáveis de seleções, com destaque para o Polónia-Rússia (19h45, SportTV1).

Quarta-feira, 2
⚽ É dia de mais amigáveis de seleções, com destaque para os dois adversários de Portugal no Euro: Inglaterra defronta a Áustria e Alemanha defronta a Dinamarca, ambos às 20h, na SportTV.

Quinta-feira, 3
⚽ Foi você que pediu mais amigáveis sensabo... quer dizer, sensacionais, de seleções? Destaque para o Bélgica-Grécia (19h45, SportTV).
🏑 Há clássico entre FC Porto e Benfica, às 15h, n' A Bola TV.

Sexta-feira, 4
⚽ Logo à 1h da manhã, qualificação para o Mundial: Argentina-Chile. E, meia-hora depois, começa o Brasil-Equador. Já a seleção portuguesa disputa um amigável contra Espanha, às 18h30 (RTP1).

Sábado, 5
🏎️ O Mundial de fórmula 1 está de volta, com o GP Azerbaijão: a qualificação começa às 16h, na Eleven.
🤾🏻 Dérbi de decisões na Taça de andebol: Sporting-Benfica, 15h, RTP2. Às 17h30, a outra meia-final, entre Águas Santas e FC Porto.

Domingo, 6
🏎️ Definida a grelha de partida, arranca o GP Azerbaijão, às 16h, na Eleven.
⚽ Também às 16h, no Canal 11, decide-se o campeão do Campeonato de Portugal, com o troféu a ser disputado entre o vencedor da zona norte, o Trofense, e o vencedor da zona sul, o Estrela da Amadora - ambas as equipas sobem à II Liga na próxima época.
🤾🏻 Às 17h, na RTP2, final da Taça de andebol, entre os vencedores das meias-finais disputadas sábado.

Hoje deu-nos para isto

O Arouca derrotou o Rio Ave e subiu à I Liga

O Arouca derrotou o Rio Ave e subiu à I Liga

MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

1 de junho é dia da criança, mas é também dia de uma marca história para o Rio Ave: há 24 anos, a equipa de Vila do Conde garantia a manutenção na Liga, numa das mais espetaculares recuperações do futebol português, já que chegou a ter 13 pontos de atraso para a linha de água.

A equipa de Carlos Brito (a época tinha começado com Henrique Calisto) aguentou-se na Liga 1996/97 (do tri do FC Porto), com 35 pontos, mais dois do que Espinho, União de Leiria e Gil Vicente, que desceram.

Infelizmente para a equipa de Vila do Conde, a Liga 2020/21fica marcada pela descida surpreendente de quem até começou a época na Liga Europa - e de um clube que tem primado pelas escolhas de treinadores nas últimas épocas: Carlos Carvalhal, Pedro Martins, Nuno Espírito Santo e... Miguel Cardoso, que teve uma primeira experiência fantástica no Rio Ave, em 2017/18, e agora uma para esquecer.

Vida de treinador.

Leia também

Miguel Cardoso: “Nunca mais me vou esquecer do Tarantini: 'Mister, eh pá, que desfrute. Jogámos tanto à bola, minha nossa senhora’”

Na sua primeira época enquanto treinador principal em Portugal, aos 46 anos, Miguel Cardoso foi a revelação da Liga, ao guiar o Rio Ave ao 5º lugar. Não só marcou pelos resultados como pela forma de jogar, com uma equipa pequena que procurava ser grande, mesmo contra os grandes. E é por isso que o Sporting (e não só) parece estar interessado nele para ocupar a vaga deixada por Jorge Jesus. Na primeira grande entrevista que concede, conheça as ideias de um treinador que sabe bem o que quer, mas que chorou quando teve de deixar de ser professor de educação física

Tenha uma boa semana e acompanhe a Tribuna diariamente no site, no semanário Expresso e no Twitter, no Facebook e no Instagram: @TribunaExpresso.