Tribuna Expresso

Perfil

Opinião

Francisco Belo

Francisco Belo

Atleta lançamento do peso

Vamos mostrar aos desportistas que não são esquecidos

Todas as sextas-feiras, a Tribuna Expresso publica uma opinião em parceria com o Comité Olímpico de Portugal, sobre o universo desportivo no nosso país. Hoje escreve Francisco Belo, atleta do lançamento do peso

Francisco Belo

Sam Barnes

Partilhar

Estamos para o desporto como as crianças estão para os brinquedos do Natal! Nesta época natalícia somos sempre bombardeados pelo excesso de publicidade aos brinquedos e consequentemente pela quantidade que oferecemos aos mais pequenos…

Também já fui criança e adorei recebê-los. Entendo e não quero com isto dizer que as prendas não sejam algo positivo para a felicidade dos mais novos mas, talvez sejam demais...

E o que acaba por acontecer? São esquecidos passado pouquíssimo tempo! Verdade?!

Quantos de nós não caímos nela...

O que nos coloca no caminho certo para esta "discussão".

Seremos nós crianças no desporto? Ou crianças nesta sociedade globalizada e ávida de significado? Vemos um resultado desportivo e é maravilhoso até cair no canto mais escuro das lembranças.

Culpa em parte da era da comunicação global... rápida... super rápida... consumidora de informação... nova, verdadeira ou falsa... poluente, às vezes, e diluídora da importância das verdadeiras notícias.

Obviamente, podemos "culpar" o individualismo. Que de bom tem o facto de cada um ser único e cada vez mais bem aceite na sociedade, mas que, por cada um ter interesses específicos, coloca informação excessiva no nosso dia-a-dia. E não é negativo, é apenas o mundo onde vivemos.

Ser atleta é tão mais que um momento, embora seja para ele que trabalhamos!

Infelizmente, o interesse da maioria das pessoas é pouco. É fugaz e é tão alto como baixo…

É uma luta para ser reconhecido e outra luta ainda maior para existir no meio das "toneladas" de informação que todos os dias chegam até nós.

O futebol nisso está melhor... Por muitas razões, sim... mas a envolvência do povo comandará sempre tudo! O povo é que manda!

Sejamos curiosos, interessados e acima de tudo Portugueses… e queiramos dar uma prenda aos atletas neste Natal!

Mais do que algo físico, neste Natal eu sugiro, desafio e peço a todos, de coração, que seja dado a um ou mais atletas, à vossa escolha, pelas redes sociais ou pessoalmente, uma palavra de apoio para o ano que aí vem!

Uma palavra de apreço... uma palavra de solidariedade...

E acreditem que vai ter um impacto enorme se cada um de vós o fizer e pedir aos amigos e colegas para fazer o mesmo.

Vamos mostrar a todos os desportistas que não são esquecidos e que, nesta família que é Portugal, neste Natal nenhum atleta estará só!

Sejamos nós a mudança que queremos ver na sociedade!

Feliz Natal!