Tribuna Expresso

Perfil

Opinião

Pedro Sequeira Ribeiro

Pedro Sequeira Ribeiro

Diretor comercial e de Marketing do COP

A relevância do desporto

Em Portugal, mais de três milhões de portugueses acompanharam as prestações dos atletas olímpicos da Equipa Portugal na última edição dos Jogos Olímpicos Rio 2016, segundo um estudo realizado pela Nielson Media Research para o COP. São factos que confirmam a relevância do desporto para qualquer país. Todas as sextas-feiras, a Tribuna Expresso publica uma opinião em parceria com o Comité Olímpico de Portugal, sobre o universo desportivo no nosso país. Hoje escreve Pedro Sequeira Ribeiro, diretor comercial e de marketing do COP

Pedro Sequeira Ribeiro

Imagem da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016

NurPhoto

Partilhar

Se o mundo não tivesse sido abalado pela pandemia da Covid-19, esta sexta-feira iríamos certamente assistir à Cerimónia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e acompanhar o desfile dos atletas olímpicos da Equipa Portugal.

Estava em preparação uma cerimónia de abertura que iria ser vista por mais de 3,6 mil milhões de pessoas de audiência global, e que seria transmitida por mais de 500 canais de televisão e centenas de plataformas digitais. Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que mantiveram a mesma designação e marca, estão agora agendados para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021, e irão certamente bater novos recordes de audiência e acompanhar as rápidas mudanças de hábitos de consumo, com mais ofertas digitais para proporcionar a mais de metade da população mundial o visionamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que pretendem afirmar-se como os mais inovadores da história, transmitindo uma mensagem baseada em três conceitos principais: procurar o melhor de nós, aceitarmo-nos uns aos outros e focarmo-nos no futuro.

Em Portugal, mais de três milhões de portugueses acompanharam as prestações dos atletas olímpicos da Equipa Portugal na última edição dos Jogos Olímpicos Rio 2016, segundo um estudo realizado pela Nielson Media Research para o Comité Olímpico de Portugal.

São factos que confirmam a relevância do desporto para qualquer país do mundo e para qualquer sociedade moderna, e que têm sido aproveitados em cada vez mais países para potenciar a sua promoção através dos atletas e das equipas olímpicas nacionais, com estratégias agregadoras e ações coordenadas pelos Comités Olímpicos Nacionais, que contam com o envolvimento e compromisso das autoridades políticas nacionais, dos diversos agentes desportivos, das empresas e marcas de referência, dos media e da população em geral.

Em Portugal, temos também o dever de procurar o melhor de nós e, em cada função que desempenhamos, desde atletas, treinadores, dirigentes e responsáveis pelo desporto, ter a capacidade de fazer mais e melhor, inovar e criar projetos de qualidade e sustentáveis com a ambição de mobilizar vontades, recursos humanos, materiais e financeiros, que permitam a modernização do tecido desportivo nacional para atrair mais jovens para a prática desportiva regular.

Aceitarmo-nos uns aos outros, promovendo a entrada no sector do desporto de mais pessoas, organizações, empresas que gostam do desporto tanto como nós que cá andamos há alguns anos sem receios, e aceitar os seus contributos, inovação, conhecimentos, capacidades e sobretudo a sua vontade de ajudar Portugal a ser cada vez melhor num sector tão competitivo como o desporto. Focarmo-nos no futuro com a oportunidade de modernizar o sector do desporto, com soluções tecnológicas e de inovação no apoio ao treino desportivo, com políticas de sustentabilidade ambiental e com uma transformação digital que permita maior eficiência e eficácia das organizações desportivas, com produtos e serviços de qualidade, que as ligue rapidamente com as pessoas que serão sempre o cliente mais relevante do desporto, e que vêm nos atletas olímpicos que representam a Equipa Portugal nos Jogos Olímpicos uma referência e força motivadora para as suas vidas.