Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Opinião

Agradeçam a Frederico Varandas

Frederico Varandas revelou-se corajoso e resiliente, aprendendo rapidamente através de tentativa e erro, conseguindo dar aos sportinguistas o que lhes fugia há 19 anos. Só não se podem esquecer de agradecer a quem lhes deu este treinador e esta equipa. Paulo Baldaia, jornalista e adepto do FC Porto, escreve sobre o título nacional do Sporting

Paulo Baldaia

Partilhar

Não é necessário um grande esforço para nos despirmos de clubismos e reconhecer que a conquista do campeonato por parte do Sporting Clube de Portugal é verdadeiramente notável. Como o FCP há quatro anos, ninguém dava nada por eles e foi o que se viu. O rosto principal por trás deste sucesso não é, desenganem-se, o treinador Rúben Amorim. É claro que ter um bom treinador é meio caminho andado para o título, como provam os dois campeonatos conseguidos por Sérgio Conceição nos últimos quatro anos, mas foi a persistência de Frederico Varandas que permitiu ao Sporting renascer das cinzas.

A memória não é tão curta que não permita recordar que há pouco mais de um ano estava em curso um processo de destituição do presidente, porque um grupo de sócios considerava que havia má gestão. E, falhada essa tentativa, quando chegou a pandemia e o presidente do Sporting teve de regressar ao exército, mais adeptos voltaram à carga pedindo eleições antecipadas.

Foi o médico do clube que deu um salto para a presidência e não um vice-presidente a subir o degrau que faltava, pelo que seria de esperar mais compreensão e mais tolerância face aos erros iniciais. Frederico Varandas revelou-se corajoso e resiliente, aprendendo rapidamente através de tentativa e erro, conseguindo dar aos sportinguistas o que lhes fugia há 19 anos. Só não se podem esquecer de agradecer a quem lhes deu este treinador e esta equipa.

Eu sou portista, em tempos comentador-adepto, já me despedi de programas televisivos de adeptos e da minha crónica de Dragão do Sul em “O Jogo”, mas aproveito a oportunidade que o Expresso me dá para prestar uma justa homenagem ao campeão. Sei bem como as arbitragens se revelaram vezes demais habilidosas e como prejudicaram o FCP, mas a verdade não admite tibiezas, o Sporting teve um enorme mérito na conquista deste campeonato. Parabéns!