Tribuna Expresso

Perfil

Opinião

Não sou belga desde pequenino, mas o meu favorito é a Bélgica

É patriota e quer que Portugal ganhe ou gosta de futebol? Paulo Baldaia gosta de futebol e escreve que, por isso, vai apostar que Deus, desta vez, vai ver os jogos e decidir que quem ganha é a Bélgica

Paulo Baldaia

VIRGINIE LEFOUR/Getty

Partilhar

A selecção de Cristiano Ronaldo está no centro da Europa para defender o título conquistado há cinco anos, mas para isso será precisa muita humildade. Eles ainda não sabem que existe uma probabilidade muito grande, confirmada pelas casas de apostas, de começarem por ter de defender o terceiro lugar do grupo, tentando avançar de empate em empate até à vitória final.

Se está a ler este texto é porque se interessa por futebol e há uma grande probabilidade de já ter visto a equipa de Fernando Santos jogar. Pode até ser dos que têm memória do pouco brilho, mas muita eficácia, com que nos coroamos campeões da Europa, sem sermos os melhores da Europa. Se acabarmos de novo campeões, então isso significará que ter um seleccionador profundamente católico e um santuário com a dimensão do santuário de Fátima interfere decisivamente nos resultados do futebol entre nações.

E, se está a ler este texto, também é muito provável que esteja neste momento a abrir o site da “peticaopublica.com” procurando a petição em que se exige a retirada da cidadania aos portugueses que não querem que a selecção portuguesa ganhe. Ou querem, mas não se importam que ganhe outra selecção que jogue melhor.

Você é patriota e quer que Portugal ganhe ou gosta de futebol? Eu gosto de futebol e, por isso, vou apostar que Deus desta vez vai ver os jogos e decidir que quem ganha é a Bélgica. É que o futebol está a precisar que ganhem os melhores, os que jogam bonito, os que atacam.

A boa notícia é que Kevin De Bruyne já está com a seleção da Bélgica, mas como está ainda a recuperar das duas fraturas que sofreu no rosto, na final da Liga dos Campeões, não jogará o primeiro jogo contra a Rússia. Mais à frente se juntará a Carrasco, Lukaku, Courtois, Witsel, Hazard e mais uns uns “velhinhos” que jogam muito futebol e têm neste torneio última hipótese de se coroarem reis.