Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Opinião
Vasco Mendonça (Um Azar do Kralj)

Vasco Mendonça (Um Azar do Kralj)

Cronista da Tribuna Expresso

Os rumores da morte do vieirismo são manifestamente exagerados

Não foram os sócios do Benfica que depuseram Luís Filipe Vieira. Esse feito coube ao juiz Carlos Alexandre e ao procurador Rosário Teixeira. A demissão de Luís Filipe Vieira não traz qualquer espécie de alívio a Vasco Mendonça, do Azar do Kralj, que traça um paralelismo com a estátua de Saddam Hussein derrubada em Bagdad para escrever que dizer que o vieirismo já seria conduzido, em certa medida pelos seus coadjuvantes - que continuam todos no Benfica e nada denota uma mudança

Tiago Miranda

Partilhar

Há uma imagem que correu as redes sociais nas últimas horas. O seu criador - a internet - passou anos à espera de poder utilizá-la. É a estátua de Saddam Hussein a ser derrubada, mas em vez do ditador iraquiano a cabeça que rola é a de Luís Filipe Vieira. Esta espécie de monumento foi erguido em 2002 para celebrar o 67º aniversário de Saddam Hussein, isto quando o seu final já se aproximava, e veio abaixo a 9 de Abril de 2003. Uma das imagens mais marcantes desse dia é a de Khadim Sharif, um cidadão iraquiano fotografado a derrubar a estátua de Saddam com uma marreta. A sua imagem é especialmente poderosa porque conta a história do povo que derruba um ditador, mas a verdade é que a estátua foi derrubada por um veículo M88, utilizado para recuperação de blindados.

A estátua de Saddam ensina-nos mais algumas coisas, se quisermos. Passaram-se 17 anos. A estátua não foi reerguida, mas o Iraque continua a ser um estado falhado, definido pela pobreza extrema de boa parte da sua população, por guerras civis, por uma invasão do Estado Islâmico que ocupou um terço do seu território, e pela corrupção que se espalha como um vírus. Em 2016 o cidadão iraquiano conhecido por ter derrubado a estátua deu uma entrevista à "BBC" em que diz que dava tudo para ter Saddam de volta, que “hoje há mil Saddam e matam mais do que o anterior”. Em retrospetiva, diz, arrepende-se de ter ajudado a derrubar a estátua.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler
  • Luís Filipe Vieira renuncia à presidência do clube e da SAD do Benfica
    Benfica

    Luís Filipe Vieira renunciou ao cargo de presidente do Benfica e, também, de presidente do Conselho de Administração da SAD, confirmou à Tribuna Expresso fonte oficial do clube. A decisão surge um dia após o Conselho Fiscal ter anunciado que o afastaria do cargo e seis dias depois de Rui Costa ter assumido a presidência interinamente

  • Os 18 anos de Luís Filipe Vieira à frente do Benfica: uma cronologia
    Benfica

    Eleito pela primeira vez em 2003, Luís Filipe Vieira foi o responsável pela recuperação financeira do clube, pela construção do centro de estágio do Seixal, que marcaram os primeiros anos de mandato. Com ele, o Benfica venceu sete campeonatos, três Taças de Portugal, sete Taças da Liga e cinco Supertaças Cândido Oliveira e foi por duas vezes à final da Liga Europa. Mas os últimos anos foram marcados por questões judiciais e pelos maus resultados das duas últimas temporadas. Suspeito na Operação Cartão Vermelho, Luís Filipe Vieira demitiu-se esta quinta-feira da presidência do Benfica e Benfica SAD, saindo do clube pela porta pequena