Tribuna Expresso

Perfil

  • Paneira: “Antigamente, a seleção era uma casa de repouso”

    Entrevistas Tribuna

    Vítor Paneira, antiga glória do Benfica e do Guimarães europeu do dealbar dos anos 90, foi um dos jogadores que foi à Suiça ganhar (1-2) no apuramento falhado do Mundial de 1990. O selecionador era Artur Jorge, a sua Nemésis, ao ponto de ainda hoje dizer que a sua única mágoa foi ter sido despedido da Luz aos 28 anos. Sem clube desde que saiu do Tondela, confia que a seleção ainda tem muitas alegrias para dar aos portugueses, ao contrário do que acontecia no seu tempo

  • Paneira: “Antigamente, a seleção era uma casa de repouso”

    Portugal

    Vítor Paneira, antiga glória do Benfica e do Guimarães europeu do dealbar dos anos 90, foi um dos jogadores que foi à Suiça ganhar (1-2) no apuramento falhado do Mundial de 1990. O selecionador era Artur Jorge, a sua Nemésis, ao ponto de ainda hoje dizer que a sua única mágoa foi ter sido despedido da Luz aos 28 anos. Sem clube desde que saiu do Tondela, confia que a seleção ainda tem muitas alegrias para dar aos portugueses, ao contrário do que acontecia no seu tempo