Tribuna Expresso

Perfil

  • Miguel foi para Angola para treinar uma equipa, mas acabou por ser o único português a jogar no Girabola. Esta é a história dele

    Entrevistas Tribuna

    Aos 26 anos, Miguel Caramalho retornou ao Porto, após uma época e meia a jogar na Académica de Lobito. Foi à aventura, tentou integrar uma equipa técnica, mas acabou a jogar na equipa que acabou o Girabola num inesperado em 5.º lugar. Na terra natal da mãe, não colheu fama, nem dinheiro, mas o ponta de lança que nunca passou dos Distritais conta que valeu pela experiência de vida. Bem acolhido, elogia a capacidade de resistência dos colegas de equipa, capazes de dar o máxima mesmo somando muitos meses de salários em atraso, movidos por duas razões poderosas: alimentar a família e ter visibilidade para dar o salto para o grande palco do futebol. A fazer um mestrado em Psicologia do Desporto na FADEUP, Miguel vai tentar o regresso aos relvados em janeiro, embora o treino seja a a sua meta futura

  • À memória do tio Cruz

    Futebol nacional

    Nunca saberei que jogo era, mas nunca mais esqueci a minha primeira ida ao futebol. Durante toda esta semana publicamos a memória que os jornalistas da Tribuna têm do primeiro jogo de futebol a que assistiram