Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "Quem me conhece sabe que não faço bluffs. Herrera praticamente não tem treinado, tem sido difícil para ele"

Antes do jogo, o treinador do FC Porto dissera que o médio mexicano estava condicionado. Depois de lhe dar a titularidade e de os dragões vencerem (4-1) o Lokomotiv, disse que Hector mal tem treinado, além de explicar em que aspetos a organização defensiva da equipa estava a falhar para precaver os momentos em que o adversário recuperasse a bola

Tribuna Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Então e Herrera não estava condicionado?

"Quem me conhece sabe que não faço bluffs. No jogo da Rússia, com o Lokomotiv, teve um problema no joelho, uma pequena entorse, praticamente não tem treinado e tem feito tratamento. Tem sido difícil para ele. Tinha que decidir por um jogo, o da Madeira ou este. Hoje, e também pelas condições climatéricas, era importante ter um impacto físico e optei pelo Hector, que me dá total confiança.

O jogo foi uma vitória merecida da nossa equipa. Uma primeira parte boa, a ganhar 2-0, mas, aqui ou acolá, devíamos ter tido mais equilíbrio, mais atenção aos homens que ficava no espaço morto, soltos para ganharem a bola e saírem rápido em transições. O jogo partia-se algumas vezes por falta desse equilíbrio. Iniciámos a segunda parte com uma reação, o Lokomotiv fez uma substituição inteligente, com a entrada do Farfán, que deu mais poder ofensivo.

Tivemos uma ou outra situação de perigo que culminou com o golo, mas, antes disso, tivemos uma bola no poste. Depois, com o golo do Corona, penso que o jogo acabou controlado e fizemos o quarto golo. Foi uma vitória justíssima, mas nem sempre com esse equilíbrio defensivo tão importante, ainda para mais quando o adversário tem jogadores tão rápidos.

Foi por isso que, após o segundo golo, falou com Felipe e Militão?

"Exatamente. Era importante que comunicassem com o Danilo e o Óliver, e com o lateral, para que, na dinâmica ofensiva, era importante que o lateral oposto ao lado da bola fechasse por dentro e, um dos nossos médios encostasse, principalmente, no Miranchuk, que tentava ficar nas costas do Danilo.

Os avançados ficavam "perdidos", por assim dizer, soltos de marcação, o que não é muito normal, apesar de a nossa transição defensivo costumar ser rápida e forte. Mas também teve a ver com uma reação forte e normal do Lokomotiv, nos primeiros 15 minutos da segunda parte."

10 pontos: só por uma vez o FC Porto não seguiu na Champions

"Vamos lutar pelos três pontos no próximo jogo, que coincide com a nossa passagem aos "oitavos". Mas ainda não estamos lá. Lembro-me, na época do Lopetegui, o FC Porto não passou aos oitavos-de-final. Temos que estar atentos e alerta, é bom, ganhámos, temos 10 pontos e temos feito um bom percurso. Agora é descansar e pensar no jogo do Braga, no sábado, que é muito importante para nós.