Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Pepe: “Quando cheguei ao Olival, fiz ao Iker a pergunta que ele me tinha feito quando cheguei ao Real Madrid”

Depois do regresso ao Dragão, Pepe aproveitou para elogiar o treinador, os adeptos e os colegas, especialmente Iker Casillas, com quem partilhou o balneário em Madrid

Tribuna Expresso

Partilhar

Depois de oito anos de convivência diária no Real Madrid, entre 2007/08 e 2014/15, Pepe e Iker Casillas reencontram-se no balneário do Olival, para gáudio do defesa central português. "Foi bom o reencontro com o Iker. Está bem e feliz. Quando cheguei ao Real Madrid, falava-lhe do FC Porto, da organização e das pessoas", contou, em entrevista ao Porto Canal.

"Quando cheguei ao Olival, fiz-lhe a pergunta que ele me tinha feito quando cheguei ao Real Madrid: 'Sabes falar espanhol?' E eu disse que não. Hoje [ontem] perguntei-lhe: 'Já sabes falar português?' Ele disse que entende bem, mas que ainda tem vergonha. Está melhor do que quando cheguei ao Real Madrid", gracejou o internacional português.

Pepe também aproveitou para elogiar o novo treinador, Sérgio Conceição, com quem não chegou a ter oportunidade de jogar no FC Porto. "Só o conheci agora. Mas ao que vejo é um treinador superexigente e honesto com os jogadores. Gosto da mentalidade, da forma de ser do treinador. Tem tudo a ver com o FC Porto. Tem sangue azul, tem a mística do FC Porto e faz chegar isso aos jogadores. Estou feliz por ser treinado por ele e por poder aprender com ele", garantiu o defesa de 35 anos.

"O presidente sabia da minha vontade, havia a possibilidade de voltar e foi tudo muito simples. Disse que era preciso falar com o treinador e eu falei. O mister disse que ia aumentar o nível de competitividade do plantel. Eu disse que queria competir, independentemente de chegar a jogar ou não", assegurou.

Pepe também garantiu que desde 2006/07, ano em que saiu do FC Porto, muito mudou... começando pelo cabelo. "Alguns amigos e a família já me disseram que tinha de rapar outra vez o cabelo. Mas as minhas filhas gostam assim", gracejou. "A diferença é que estou muito mais maduro. Mas o sentimento continua a ser o mesmo: tenho um carinho muito grande por este clube".