Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "Sabemos do momento do Benfica, que é melhor que há um mês, com uma ou outra mudança. Mas estamos preparados"

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de terça-feira com o Benfica, para as meias-finais da Taça da Liga, o treinador do FC Porto falou ainda da mais recente contratação, Wilson Manafá. "Segui-o algum tempo, falei com o treinador do Portimonense para perceber aquilo que é o atleta, não só no campo mas também naquilo que é no treino", explicou

Tribuna Expresso

MLADEN ANTONOV

Partilhar

Antevisão ao clássico

"Vão ser duas boas meias-finais de uma prova que está diferente naquilo que os clubes metem em relação ao seu inicio. No início desvalorizava-se, neste momento os quatro clubes do topo da liga vão disputar as meias-finais. Espero um jogo difícil dentro do que são os clássicos, preparámos o jogo não com o tempo que gostava mas da melhor forma. É um título que queremos, queremos o segundo titulo esta época. Sabemos do momento do Benfica, que é melhor que há um mês, com uma ou outra mudança. Estamos preparados para a batalha.

Mudanças no Benfica

"Temos é de nos preocupar com o FC Porto, mas as mudanças são bem visíveis. Não só na estrutura, mas naquilo que é o ambiente depois de quatro vitórias consecutivas, a motivação normal de um grupo de trabalho, não é pela qualidade do treinador, não estou aqui a dizer que o Bruno Lage é melhor que o Rui Vitória, mas a mudança tem efeito nos jogadores, principalmente nos que não eram tão utilizados, que querem mostrar e ter uma vida nova. Isso faz com que a competitividade seja superior. Estamos atentos a isso e à forma como o Benfica joga, um pouco diferente de há uns tempos"

Manafá

"É um jogador jovem, português que tem um trajeto interessante e que pelas características que tem será uma boa alternativa. Segui-o algum tempo, falei com o treinador do Portimonense para perceber aquilo que é o atleta, não só no campo mas também naquilo que é no treino, o comportamento dele fora do jogo, que é extremamente importante. Achamos por bem contratá-lo e pensamos que vai ser uma boa solução em várias posições. É importante a polivalência dele. Tem velocidade, que é essencial no futebol moderno. Tem de aprender, entrar no contexto de um grande clube como é o FC Porto"

Calendário cheio

"Já o digo há algum tempo. Tenho dito sempre isso. Podíamos alargar até a discussão. Os jogadores não são protegidos não só aqui como em toda a carreira, com a quantidade de jogos que se faz por época, a intensidade que têm, os jogos são cada vez mais intensos, disputados. Já manifestei a minha opinião muitas vezes, acho que podíamos ter outro tipo de calendário. Há 'n' situações que podíamos discutir, se o campeonato podia ter 18 equipas, por exemplo, mas não é a altura porque amanha temos um jogo"

Vantagem por jogar no Norte?

"Não acho que seja por aí, é campo neutro. Os adeptos têm acompanhado o FC Porto para todo o lado, se jogássemos em Lisboa ou em Faro o espaço reservado ao FC Porto ia estar completo"

Relembrou derrota com o Sporting na última época?

"Mal era se eu preparasse a equipa para os penaltis. Mas estivemos a preparar as bolas paradas, por isso é que cheguei atrasado. Cada jogo tem a sua história, o ano passado foi o que foi, acho que não merecíamos, mas o futebol é isso. A verdade é que foi o Sporting a passar e a ganhar a Taça da Liga, mas somos candidatos a todas as provas e este ano não foge à regra. O jogo do ano passado não esteve sequer nas minhas palestras"