Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: “O normal era não perder este jogo. A vitamina ideal para o Benfica foi um golo surgido do nada”

A análise de Sérgio Conceição à derrota com o Benfica no Dragão (2-1), que deixou os rivais na liderança

Tribuna Expresso

FERNANDO VELUDO/LUSA

Partilhar

Análise do jogo

"Entrámos bem no jogo. Fizemos aquilo que estava planeado até ao golo. Depois do golo, houve alguma intranquilidade. Mesmo quando tínhamos bola, queríamos lançar na frente, quando o jogo pedia algum controlo. Na segunda parte, entrámos de forma forte e, na primeira vez que o Benfica vai à baliza, faz o segundo golo. Acho que, sinceramente, se o empate já era mau, com a derrota ficamos verdadeiramente desiludidos."

Mudanças na equipa

"Na parte final, tentei mudar rapidamente, meter mais algum peso na equipa. Depois da expulsão [do Gabriel], ainda meti uma defesa a três, com Danilo, Pepe e Felipe, e os laterais eram alas praticamente, além dos dois avançados. Tentámos de tudo, tivemos ocasiões quase em cima da linha de golo, cabeceamentos – um bateu na trave. Noutras circunstâncias, faríamos golos, não perdíamos o jogo. O normal era não perder este jogo, na minha opinião."

A vitamina ideal para o Benfica foi um golo surgido do nada, onde nós temos a bola no guarda-redes, queremos lançar rápido, perdemos uma bola, depois uma segunda bola, quisemos jogar outra vez rápido, perdemos duas situações em que surgiu o cruzamento e houve o golo. Parece que ouvi o treinador do Benfica a dizer que o jogo lhes foi parar à mão e foi. Não estou a dizer que não foi perigoso, mas nós tínhamos tudo para continuar com a vantagem e aumentá-la, que era o que queríamos."

Benfica agora é líder

"O Benfica passa para a frente, não dependemos de nós, mas faltam 30 pontos e ainda há muito campeonato para disputar. Vamos lutar até ao fim pelo que queremos, que é ganhar o campeonato nacional."