Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

“Não cumprimentei? O João Félix passou férias em minha casa e este ano pode lá ir. Tem de pagar a viagem, que as refeições estão incluídas”

Sérgio Conceição abordou o jogo de domingo, contra o Feirense, último classificado da Liga, mas não deixou cair os temas que ainda lhe tinham ficado atravessados do campeonato. O não cumprimento ao jogador do Benfica foi um deles; o outro, as substituições e as trocas que promoveu no clássico. Uma conferência de imprensa à Sérgio Conceição

Tribuna Expresso

SOPA Images

Partilhar

João Félix

“Falou-se muito de um não cumprimento entre um treinador e um jogador. Acho que há muita gente que não tem nada para fazer, porque isso é ridículo. No final do jogo estou mais preocupado com os meus jogadores e não com os jogadores rivais. Agora, fora das quatro linhas é outra coisa. Ali estou a defender o Futebol Clube do Porto e os meus jogadores., ou tenho de ser hipócrita? Não sou hipócrita. Sou o que sou. O jogador em questão [João Félix] esteve o ano passado em minha casa a passar férias e não tenho problema algum, pode voltar outra vez para o ano. Agora, só tem de pagar a viagem, porque pequeno almoço e almoço não há problema”.

Clássico

“Cada um pode opinar sobre aquilo que quiser e alguns têm uma caneta e escrevem o que bem entendem. Aquilo que me importa é o que nós fazemos aqui. Um jornalista que está a ver o jogo e a analisar não pode estar só a olhar para a bola, para perceber aquilo que se faz. Por exemplo, ouvi dizer que o ouro saiu do banco [no clássico], mas que eu mexi mal na equipa. Mas que estupidez é esta, está tudo maluco? De um momento para o outro não se percebe nada de futebol e vou tirar um jogador que fez uma assistência e estava a jogar muito bem? Nada é pré-definido. Se o Corona saiu foi porque estava com limitações físicas; foi infiltrado ao intervalo porque não aguentava as dores. O Tiquinho fez-me sinal duas vezes para o banco porque queria a substituição. E depois vejo alguns a escrever que eu mexi mal.... Tudo o que se faz aqui é pensado, não é de uma forma leviana.”

Feirense

“Vamos ter pela frente uma equipa que está no último lugar, que vê cada jogo como uma final e vê mais uma oportunidade de somar pontos naquilo que é a sua luta. Nós temos de trabalhar para trazer de lá os três pontos. É verdade que o Feirense não ganha há muito, mas não quer dizer nada. O Feirense é uma equipa que faz falta à primeira divisão, na minha opinião”