Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Conceição e o Liverpool: “Temos de perceber o que não devemos fazer ou fizemos no ano passado que não foi bem feito”

FC Porto recebe no sábado o Marítimo (20h30) para a 26.ª jornada da liga. Treinador falou do sorteio da Liga dos Campeões, Eder Militão e dos sub-19

Tribuna Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Liverpool

“Foi o que foi. Foi o adversário que saiu. Temos de perceber o que não devemos fazer ou fizemos no ano passado que não foi bem feito. O Liverpool, sem dúvida, é das equipas que tem não só qualidade individual como qualidade coletiva. Da equipa do ano passado a diferença é o guarda-redes. O Matip, o central, não jogou contra nós e agora está a jogar. É uma equipa que conhecemos muito bem, que identificamos muito bem o que é a sua dinâmica. Na altura certa falaremos nesses dois jogos, que vão ser dois bons jogos. O importante valorizar a nossa presença nas oito melhores equipas da Europa”

"Não sei como a equipa reagiu. Não promovi esse tipo de conversa porque temos o jogo com o Marítimo amanhã. É o jogo mais importante."

Marítimo

“Temos de fazer o nosso jogo. Não nos motivamos a pensar nos outros [liderança isolada]. Nós precisamos de treinar bem para jogar bem e ganhar jogos. Depois, estamos cá para fazer as contas no final do campeonato. Ainda faltam nove jornadas.”

“Há jogadores que dizem que precisam de jogar para ganhar confiança. Eu digo-lhes que precisam é de ganhar confiança no treino para jogar.”

“Não vale de nada olhar para os outros se não fizermos o nosso trabalho, é um chavão do futebol, já sei. O Marítimo tem vindo a crescer. De 0-2 ganhou 3-2 contra a sensação do campeonato, o Moreirense. Foi uma demonstração de força. É uma equipa com jogadores muito interessantes. Espera-nos um jogo difícil. Cabe-nos a nós ir à procura do golo.”

87 pontos chegam para FCP ser campeão?

É uma pergunta tramada… Estamos mais próximos de ganhar o campeonato se ganharmos os jogos todos. Não sei se me fiz entender (sorri).

Eder Militão

São situações de mercado e ficam ali à porta do Olival. É uma situação pública. Posso comentar: isto não vai mudar nada o nosso trabalho e dia a dia, mesmo que custasse 500 milhões de euros. É o futebol. É natural. O trabalho e foco com certeza vai ser o mesmo por parte do Militão. Pode mudar é o que as pessoas podem pensar. Quando tiver de não jogar, não joga. Quando tiver de jogar, joga. Não depende nada do Real Madrid."

Sub-19 nos “quartos” da Youth League

“Quero dar os parabéns aos sub19, aos meninos do Mário [Silva]. Estou sempre atento ao que se passa na equipa B e nos sub-19. O Fábio Silva já treinou connosco, por exemplo. Essa comunicação tem de ser diária.

Críticas do eurodeputado do PS Manuel dos Santos sobre episódio com João Félix

"Não sou obrigado a conhecer todos os parasitas deste país. O que me deixa preocupado é que um eurodeputado, que vive à custa dos dinheiros públicos, andar a espalhar ódio nas redes sociais em vez de trabalhar."