Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Plantel não agradeceu aos Super Dragões, saiu, foi assobiado e voltou para a comunhão

"Normalmente quando temos problemas em casa, não vimos para fora contar o que se passa", disse Sérgio Conceição em conferência de imprensa após o triunfo portista diante do Desportivo das Aves

Lusa

FERNANDO VELUDO

Partilhar

No entanto, o plantel do FC Porto, ao invés de se deslocar para junto da claque para fazer o habitual agradecimento, foi para o meio-campo para fazer a roda.

Na altura em que saíram do relvado, jogadores e equipa técnica foram assobiados pela atitude.

Ao fim desse tempo, Sérgio Conceição e o plantel regressaram ao relvado e foram para junto dos adeptos. O capitão Herrera, com um megafone, passou a mensagem da equipa garantindo que o grupo vai dar tudo nestes últimos jogos e na final da Taça de Portugal. Sérgio Conceição também falou e, aparentemente, os ânimos serenaram.

Em conferência de imprensa após o jogo, Sérgio Conceição recusou-se a dar qualquer tipo de explicação, dizendo apenas: "Normalmente quando temos problemas em casa, não vimos para fora contar o que se passa. Os problemas da família ficam em família. Há um sentimento comum de gosto e paixão pelo FC Porto, e, por vezes, acontecem alguns problemas como em qualquer família."