Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Pinto da Costa: "Outros que também estão interessados em guarda-redes só arranjam aleijados"

Presidente do FC Porto esteve ao ataque durante uma homenagem das Casas do FC Porto do Minho, em Esposende, lembrando que os dragões contrataram "um de dois" guarda-redes que Sérgio Conceição pediu

Tribuna Expresso

Paulo Duarte

Partilhar

Jorge Nuno Pinto da Costa foi sexta-feira homenageado pelas Casas do FC Porto do Minho, em Esposende, e no discurso aos sócios e simpatizantes foi igual a si próprio, distribuindo críticas ao Benfica, utilizando, para isso, a contratação falhada de Mattia Perin.

"Num jornal foi-me atribuído um duque porque o FC Porto não arranjava guarda-redes, mas o meu treinador só quis um de dois, os outros foram vendidos pela comunicação social. Veio um dos dois que ele pediu. Outros que também estão interessados em guarda-redes só arranjam aleijados. Mas a esses nunca lhes foi atribuído um duque", atirou o presidente do FC Porto.

Pinto da Costa deixou também reparos a todos aqueles que, diz, não querem o sucesso do FC Porto.

"Estamos unidos e sentimos orgulho em sermos do FC Porto. Quem liga as televisões e vê alguns debates, teoricamente de desporto ou de futebol, sente, nas palavras de muitos, o ódio pelo FC Porto. Sente a vontade que o FC Porto não vença. São incapazes de dar o mérito a quem é azul e branco. Mas por isso é que somos os maiores, porque somos melhores, porque somos muitos e porque amamos o FC Porto", disse, sublinhando que "muitos fazem tudo para que o Benfica ganhe, porque é o negócio deles".

O discurso, numa cerimónia que juntou todas as casas do clube na região do Minho, teve até um recado para a classe política nacional: "Pode ser que um dia os responsáveis deste país meditem. Todas as casas do FC Porto uniram-se para mostrar ao país como pode ser bonita e profícua a regionalização em Portugal".