Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição e a barriga de Marega. “Controlamos o peso todos os dias”

O treinador do FC Porto abordou, em conferência de imprensa, o jogo de sábado contra o Vitória de Setúbal (21h30) no rescaldo da derrota e eliminação da Liga dos Campeões

Gualter Fatia

Partilhar

A contestação

“Ouvi assobios quando o adversário saiu. Depois ouvi palmas e alguns assobios que são naturais de acordo com a nossa prestação da primeira parte. Faz parte da exigência do clube. Não esperem que critique em nenhum momento os adeptos, são a alma do clube. Tenho de ouvir e calar, trabalhar e ter resultados. Obviamente, não fico cheio de sorrisos, gosto mais de ouvir palmas, mas também não fico eufórico quando as oiço nem fico em baixo quando há assobios. Ouço, vejo, mas não interfere naquilo que é a minha dedicação. Nada, zero”

A ausência da Champions

“Os jogadores vão jogar uma competição europeia. É normal que o jogador que vem para o Porto diga que quer lutar pelas provas internas e estar na Champions. Mas, não estando, não me parece que alguém agarre na mala e se vá embora. Sobre os 44 milhões, em dois anos entraram mais de €100 milhões da prestação na Champions. Não sou diretor financeiro, o nosso grupo tem é de ganhar títulos. Depois há a parte financeira e temos todo o gosto em contribuir para ela”.

A barriga de Marega

“Está completamente esclarecido esse assunto. Não vi nenhum problema, controlamos o peso todos os dias, faz parte daquilo que sou como treinador: controlamos o peso e o que envolve o estado físico. É uma parte no meio de tantas outras. Estamos super atentos”.