Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "É passar ou passar, não pensamos noutra situação"

O treinador do FC Porto anteviu o jogo contra o Varzim (18h, RTP1), para os quartos-de-final da Taça de Portugal, revelando que Nakajima está lesionado e que, enquanto jogador, voltou ao clube quando viu Nuno Espírito Santo marcar um golo de penálti à equipa poveira, ainda nos tempos de José Mourinho

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

Quem vai jogar?

"Fiz recentemente uma analogia com a Fórmula 1, em que normalmente é preciso fazer ajustes, dependendo do momento dos jogos e do adversário. Dei o mau exemplo na última semana ao dizer a dupla de centrais e agora estão à espera que eu solte mais alguma coisa mas não. Talvez em 2030 eu o faça outra vez. Não serve de exemplo.

Tenho um plantel equilibrado naquilo que são as soluções para as diversas posições. É o ano em que fico mais satisfeito nesse sentido, já o disse algumas vezes."

Quem não vai jogar

"O Nakajima infelizmente está fora do jogo por incapacidade física. Como sabem ele acabou o jogo e vimos uma situação de lesão nada bonita. Ele tem um hematoma muito grande na perna. Todos os outros jogadores, excepto o Corona e o Pepe, que já estava na enfermaria, estão disponíveis para dar o seu contributo. Olhamos para quem está disponível e preparamos os jogos com esses."

O Varzim

"Queremos a continuidade nesta prova e vamos defrontar um Varzim que não iniciou bem o campeonato mas praticamente nos últimos quatro meses não perdeu fora. Acompanhei um pouco o inicio da época com o Paulo Alves, depois teve um trajeto interessante, sobretudo fora, porque é uma equipa que está talhada para jogar fora e temos de estar precavidos para isso.

Tivemos a oportunidade de defrontar o Varzim num passado recente e é uma equipa sempre incómoda. Temos de fazer o que nos compete para passar a eliminatória. Vamos olhar para o jogo de forma isolada, sem pensar no jogo do campeonato que vem a seguir. Vamos pensar no queremos do jogo, que é um jogo a eliminar. Cada jogo tem a sua história e não há tempo a recuperar. É passar ou passar, não pensamos noutra situação.

Nas provas internas, à exceção de meia dúzia de jogos, todas as equipas jogam contra nós com tudo a ganhar e nada a perder. Teremos pela frente uma equipa se calhar um bocadinho ainda mais baixa naquilo que são as suas linhas. Cabe-nos assumir a despesa do jogo e estar sempre de forma equilibrada para não sermos surpreendidos. Estes jogos da Taça têm sempre um ambiente diferente e é preciso ser cauteloso."

E a ligação ao Varzim, a quem marcou como jogador

"Não me recordo bem desse golo, sei porque li. Lembro-me de um jogo em que ganhámos 2-1 na Povoa, na primeira jornada do campeonato, e em que eu fiz um golo. Recentemente, li que ganhámos 4-0 e que fiz um golo, mas não me recordo desse golo

Também não me lembro do Nuno bater um penálti contra o Varzim. Regressei no ano seguinte ao FC Porto e foi precisamente porque vi o Nuno a bater um penálti no ano anterior. Tinha de regressar."

Mbemba e Diogo Leite, os centrais do último jogo

"Corrigimos os erros que fazemos nos jogos, isso fazemos sempre, é o normal. Tive a oportunidade de falar com eles no final para dizer que continuava com a mesma opinião que tinha antes do jogo.

O que avalio é o trabalho diário, depois há um dia que pode correr bem ou menos bem, mas que não muda a opinião que a equipa técnica e os companheiros de equipa têm deles. Eles estão completamente tranquilos quanto a isso."