Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: “Nota artística? Para mim é a forma como no último jogo o Sérgio Oliveira bateu o livre e o Marcano cabeceou”

Foi como líder do campeonato que Sérgio Conceição fez a antevisão do jogo do FC Porto frente ao Rio Ave. Uma conferência em que se falou do que é jogar bem, de buscas, eleições. E também do Rio Ave

Tribuna Expresso

MANUEL FERNANDO ARAÙJO

Partilhar

Rio Ave

“Teste difícil como têm sido todos os testes na Liga. Vamos apanhar o Rio Ave que tem feito um trajeto acima da média, ou em linha com o que tem feito em épocas anteriores, e com um treinador talvez dos mais experientes do campeonato, conhece bem os jogadores e as equipas portuguesas , é um dos bons treinadores da nossa praça. Jogo difícil, mas de acordo com o que temos tido no campeonato”

A cara do FC Porto líder

“Sinto-me normal. A cara é sempre a mesma, de quem quer trabalhar no limite para ter os melhores resultados possíveis. Não estava tudo perdido quando estávamos a alguns pontos do rival e agora não está tudo ganho quando estamos à frente por 1 ponto. É um caminho difícil de percorrer e aproveito para alertar e agradecer pelo apoio dos adeptos. É um apelo à unidade. É preciso estar atento a este final de campeonato e dentro daquilo que é o nosso trabalho para podermos dar o melhor, em 90, 95 ou 100 minutos”

O FC Porto de há mês e meio

“No plano teórico, o Carlos disse isso mas sabe tão bem quanto eu que cada jogo tem a sua história e que a vida de cada jogo é dada pela prestação de cada jogador em campo. Há um mês e meio não sei em que teriam mais ou menos dificuldades. A preparação deste jogo, a pressão, isso está sempre associado a um grande clube, um clube que ganha a cada época para ganhar títulos, não há aqui nada de diferente. Não há aqui falsa modéstia, sou muito realista e vamos ter muitas dificuldade, temos de estar muito atento e muito unidos”

Árbitros

“Aproveito para desejar muito boa sorte aos árbitros e a todos os outros intervenientes diretos do jogo, sorte que não tiveram no final do último campeonato. Não estou aqui a vender a banha da cobra, estou aqui a falar de factos. Nas últimos rondas, a prestações dos árbitros não foi a melhor, isso acontece. Foi um período decisivo, nós tivemos 8 vitórias e 1 empate e mesmo assim não ganhámos o campeonato. Aquilo que espero são as maiores felicidades a todos os intervenientes do jogo”

Eleições no FCP e buscas

“Não houve nem um comentário sobre essas questões no grupo. Posso jurar pelos meus filhos. Isso não nos compete a nós comentar. Isso faz parte do futebol, do momento do FC Porto, mas nós não temos nada a dizer. Quando por um momento fecho os olhos e penso no FC Porto vejo a figura do nosso presidente. Respeito todos os candidatos. Mas neste momento o que interessa é o Rio Ave, não é importante isso, o importante é falar sobre o Rio Ave”

Buscas são boas para o futebol português?

“Depende da forma como vemos copo. O que for para uma maior clareza do futebol português é positivo, quem nao deve, não teme. Se as autoridades acham que devem investigar, que investiguem”

Mais tempo para trabalhar

“É importante, infelizmente é importante, porque nós queríamos continuar na Liga Europa e não conseguimos. Agora há mais tempo para trabalhar, nesse sentido é positivo”

A nota artística

“Não é não gostar de nota artística, mas jogar bem, para mim, está ligado ao resultado. A nota artística para mim é a forma como no último jogo o Sérgio Oliveira bateu o livre e o Marcano cabeceou. Ou no primeiro golo, aquilo foi trabalhado, a importância da velocidade do Manafá para aquele jogo”