Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Rui Moreira integra recandidatura de Pinto da Costa à presidência do FC Porto

"Orgulho-me muito de o ter nas minhas listas", disse Pinto da Costa na apresentação do presidente da Câmara do Porto

lusa

MANUEL FERNANDO ARAÚJO

Partilhar

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, integra a lista de Pinto da Costa às eleições dos órgãos sociais FC Porto como cabeça de lista ao Conselho Superior, anunciou esta quarta-feira o líder do clube que lidera a I Liga de futebol.

"Orgulho-me muito de o ter nas minhas listas, não por ser meu amigo nem presidente da Câmara Municipal do Porto, mas por ser o presidente que é", justificou o líder dos 'dragões', durante a apresentação do elenco da lista A, no Estádio do Dragão, logo após a entrega das candidaturas a José Matos Fernandes, presidente da Assembleia Geral.

Pinto da Costa, de 82 anos, volta a ser acompanhado na direção do FC Porto pelos vice-presidentes Alípio Fernandes, Adelino Caldeira e Fernando Gomes, dois dos atuais administradores da SAD, além dos empresários Américo Amorim e Paulo Mendes e do antigo guarda-redes dos 'azuis e brancos' e ex-internacional português Vítor Baía.

"Estes dois empresários irão debruçar-se com o Fernando Gomes na restruturação administrativa e financeira e penso que são mais valias para essa reformulação da forma de gerir do clube. Já o Vítor Baía será o elo de todo o futebol sénior com a estrutura do clube. Mais do que novas ou velhas, são as pessoas indicadas para o que quero", vincou.

Na lista de vogais surgem os repetentes António Borges, Vítor Hugo, Eurico Pinto, Luís Fernandes, responsáveis pelas secções de andebol, basquetebol, hóquei em patins e natação, o atual provedor do sócio Rodrigo Barros e o antigo avançado Fernando Gomes, que passará a coordenar o futebol de formação 'azul e branco'.

"Queremos alterar e aperfeiçoar muita coisa, mas não podemos mudar para continuar a ganhar. A formação tem trabalhado muito bem e tenho de estar satisfeito. Muitas vezes não é reconhecido o seu trabalho, mas ter um nome como o Fernando Gomes poderá ser um 'élan' novo para todos", acrescentou o dirigente, que comanda o FC Porto desde 1982.

A recandidatar-se para o 15.º mandato consecutivo, Pinto da Costa esteve ladeado por Lourenço Pinto, candidato a presidente da Mesa da Assembleia Geral, que encerra na sexta-feira funções como líder da Associação de Futebol do Porto, além de Jorge Guimarães e Rui Moreira, cabeças de lista ao Conselho Fiscal e ao Conselho Superior.

"Toda a gente sabe que sou portista, gosto de futebol e interesso-me pela vida do FC Porto. Depois do convite que me foi formulado e da conversa que tive com Pinto da Costa, numa altura particularmente difícil para o país, o desporto e o futebol, considerei era importante dar o meu contributo. Não é a primeira vez que tenho cargos no clube", frisou.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2020-2024 decorrem em 6 e 7 de junho e contam com três candidaturas, encabeçadas por Pinto da Costa (lista A), Nuno Lobo (B) e José Fernando Rio (C), e uma lista independente ao Conselho Superior.

"Todos os sócios com as quotas em dia e mais de dez anos de associado podem candidatar-se. Quem entender que se deve candidatar tem esse direito e não me compete comentar nem sequer pronunciar sobre essas candidaturas", ressalvou.

“Somos incómodos, porque nos levantamos contra injustiças de um país estupidamente centralizado, porque ganhamos muitas vezes contra todos”

Pinto da Costa publicou no site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, o "compromisso" que assume perante os sócios e garante que "este é um momento que exige mudanças