Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Conceição: “O que espero dos árbitros é que sejam uma não-notícia”

O treinador do FC Porto abordou o jogo de terça-feira, com o aflito Desportivo das Aves, lançando um olho na arbitragem de Carlos Xistra, criticado pela estrutura portista

Tribuna Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

Matemática

"À medida que caminhamos para o fim, as equipas têm as suas ambições ainda como é o caso do Desportivo das Aves [luta pela manutenção]. Estão numa situação difícil, mas matematicamente ainda é possível. Espera-nos um jogo num campo tradicionalmente difícil"

Defesa sem Alex Telles, Manafá e Marcano

"Essas são preocupações normais, não mais do que isso. Já estive em muitas situações em que tive de arranjar soluções e é para isso que sou pago. É óbvio que os treinadores gostam de poder contar com toda a gente, mas nem sempre isso é possível por um fator ou por outro".

Os árbitros

"Desejo que a equipa de arbitragem de amanhã [Carlos Xistra, árbitro principal, duramente criticado pela estrutura portista em fevereiro] seja uma não- notícia e com isto digo tudo. Espero que todas as equipas de arbitragem sejam uma não notícia, que treinadores e jogadores sejam protagonistas. Já há bastante polémica no nosso futebol".

Sem público

"O ambiente é estranho para toda a gente. Temos discutido dentro do grupo de trabalho as melhores soluções para a equipa se exibir ao patamar que pode e já o fez durante a o tempo em que aqui estou. Não pensei que se fizesse sentir tanto esta ausência dos adeptos, mas, realmente, faz"

Os três centrais

"Trabalhámos com essa possibilidade, porque contra nós, estruturalmente, jogam com uma linha de cinco defesas. Estamos preparados para isso. Jogando contra o Porto, mesmo não jogando assim habitualmente, muitas equipas apostam em três centrais e vejo nisso um sinal de respeito."