Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição, o mercado e a possível saída de Telles: "Gostava de contar com todos e se entrasse mais alguém não ficava nada chateado"

Treinador do FC Porto não escondeu a vontade de continuar a contar com Alex Telles, que marcou por duas vezes na vitória do FC Porto frente ao Sp. Braga por 3-1. Destacou ainda o coletivo, numa vitória que considerou "justíssima"

Tribuna Expresso

Quality Sport Images/Getty

Partilhar

A vitória

“Foi um bom jogo de futebol, uma boa propaganda para o nosso futebol. Todos os intérpretes estiveram bem no jogo. Entrámos muito bem, com vontade de chegar ao golo e tivemos duas ou três ocasiões para o fazer, com um bom posicionamento defensivo e ataque aos espaços. O Sp. Braga no único remate enquadrado que fez, marcou. Sabíamos das variações diretas que faziam através da largura e da profundidade que os laterais do Braga davam, mas não fomos capazes de parar uma basculação e o Braga aproveitou. Depois do golo tivemos carácter e personalidade. Fomos à procura antes do intervalo de ter o marcador não a favor do adversário e conseguimos isso. Na 2.ª parte, o Sp. Braga teve uma grande ocasião, mas depois do remate do Horta o jogo foi todo nosso. Se tivéssemos definido melhor no último terço poderíamos ter marcado mais mas o resultado é justíssimo. Diferença de dois golos, contra um clube que tem feito um trabalho fantástico."

Onze sem caras novas

"Não foi espetacular mas fomos inteligentes e daí a aposta no onze que conhece bem o que queremos, contra um Sp. Braga diferente de outras equipas que encontramos no campeonato, que privilegia a posse de bola. Tínhamos de ser coesos a defender e a atacar não podíamos dar referências, mas sim ter mobilidade para ferir o Sp. Braga onde ele sofre mais”

Alex Telles, a despedida?

“O mercado não tem a ver comigo, não sou dirigente, sou treinador e tenho de treinar os jogadores que tenho. Obviamente que gostava de contar com todos e se entrasse mais alguém não ficava nada chateado”

Entradas de Zaidu e Taremi

"O Zaidu entrou para uma posição que fez no Santa Clara, porque precisávamos de ter alguém no jogo a dar cobertura às incursões do Alex Telles na frente. É um jogador veloz, com talento, mas ainda tem de aprender algumas coisas. É normal, é fruto da sua juventude. Sobre o Taremi, já trabalhei com muitos jogadores e destaco a inteligência na sua movimentação, é impressionante. E é por isso fui buscá-lo, porque pensa como um jogador de equipa grande. Mas o importante é a equipa. Parabéns aos dois, mas destaco o coletivo"