Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "Não dou nada a ninguém, os jogadores é que merecem e vão à procura dos minutos"

O treinador do FC Porto elogiou o comportamento e a resposta dada pelos jogadores com menos minutos que fez alinhar na vitória (0-2) contra o Fabril do Barreira, a contar para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal

Tribuna Expresso

MÁRIO CRUZ/LUSA

Partilhar

A análise ao jogo

"Fiquei satisfeito, acho que tivemos alguns momentos de brilhantismo, é impossível tê-lo o jogo todo, jogamos contra adversários que também querem ganhar. Foi um jogo positivo e com a agressividade que devíamos ter, com respeito pelo adversário e pela história deste clube. Gosto da Taça de Portugal também por isto, para jogarmos nestes estádios históricos e míticos. Fiquei muito agradado quando chegámos ao balneário e vi um 'bem-vindos' da parte do Fabril.

Hoje, a única coisa negativa foi não termos este estádio cheio para ver duas equipas históricas que se defrontaram."

Satisfeito com a resposta?

"Não dou nada a ninguém, os jogadores é que merecem e vão à procura dos minutos. Tiveram esses minutos porque somos um grupo de 20 e tal jogadores em que todos trabalham de forma séria, dedicada e determinada e viu-se hoje. O Carraça jogou 90 minutos, foram os primeiros e jogou-os como se tivesse jogado já muitos jogos e o seu ritmo competitivo fosse o mais alto. A forma como se bateram e estiveram no campo é a prova mais evidente como trabalham para chegarem forte a estes momentos e complicarem-me a vida, no fundo."

Vem aí 10 jogos até ao final do ano

"À medida que vamos caminhando nas diferentes competições os jogos vão tendo o seu peso. Era o objetivo passar na Taça de Portugal, agora temos um jogo importante da Liga dos Campeões para passarmos aos oitavos-de-final e, no campeonato, queremos, o mais rápido possível, voltarmos ao lugar que gostamos e que, no fundo, nos pertence por sermos os campeões em título. Passo a passo. Agora é fazer a viagem para cima e preparar o próximo jogo, contra o Marselha."