Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Jorge Costa recorda Reinaldo: "Conhecia-o desde os meus 15 anos. Viu-me crescer, ser pai... Foi o responsável por eu ter assinado contrato"

O ex-capitão do FC Porto recorda Reinaldo Teles, "o chefinho" com quem partilhou "uma vida", desde os 15 anos, no clube portista

Alexandra Simões de Abreu

CARL DE SOUZA

Partilhar

Foi há um mês e meio que Jorge Costa "soube que algo aconteceu" a Reinaldo Teles. "Deixou-nos de sobreaviso, embora com a esperança de que este desfecho fosse sempre protelado", diz à Tribuna Expresso, esta quarta-feira.

Ainda a digerir a notícia da morte de Reinaldo, que chegou depois de um treino, quando reparou no telemóvel cheio de chamadas, o ex-capitão do FC Porto começou por lembrar que conhecia Teles desde a adolescência. "Tenho 49 anos, conheço-o desde os 15, é uma questão de fazer contas. É uma vida. Ele viu-me crescer, viu-me ser pai, foi sempre alguém muito próximo. Estamos a falar de alguém que foi um dos responsáveis por eu ter ido para o FC Porto; foi o responsável por eu ter assinado contrato profissional", conta, lembrando que os jogadores o tratavam carinhosamente por "o chefinho".

"Temos de o homenagear e lembrar a excelente pessoa que era. Tenho de realçar a importância que teve na minha carreira e essencialmente na minha vida particular", sublinha, acrescentando que Reinaldo Teles "era uma pessoa muito frontal e acima de tudo muito disponível", que esteve sempre presente em todos os momentos bons e maus. "Nunca foi alguém que se escusou a aparecer, a dar a cara e a ajudar".

E não tem dúvidas de que o braço direito de Pinto da Costa "era o braço direito, o esquerdo, a perna direita, a perna esquerda", porque esteve "incondicionalmente ao lado do presidente" e jamais o viu "discordar dele", assegura. "Poderia eventualmente tê-lo feito, mas sempre em privado, foi sempre alguém que mesmo em conversas privadas jamais teceu algo contra quem quer que fosse", diz.

Sem querer alongar-se mais, Jorge Costa termina: "Temos de homenagear e agradecer tudo o que ele fez. Que descanse em paz".

Morreu Reinaldo Teles, o braço-direito de Pinto da Costa de uma vida

Administrador da FC Porto SAD, braço-direito de anos de Jorge Nuno Pinto da Costa, faleceu esta quarta-feira no Hospital de São João, no Porto, onde se encontrava internado há um mês infetado com covid-19. A notícia foi avançada pelo "Jornal de Notícias"