Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição e a diferença para o 1.º lugar da Liga: "Não temos espaço para perder mais tempo, mais pontos"

O FC Porto joga este sábado com o Santa Clara nos Açores e Sérgio Conceição frisa que a sua equipa não pode tropeçar mais, ainda que os seis pontos de desvantagem para o Sporting não lhe tirem o sono

Lusa

MIGUEL RIOPA/Getty

Partilhar

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, classificou de "uma final" o jogo frente ao Santa Clara, da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol, considerando a sua equipa não tem “espaço para perder mais pontos".

"Temos de olhar para o jogo como uma final, não temos espaço para perder mais tempo, mais pontos, e correr o risco de nos distanciarmos do primeiro lugar, que é onde que queremos estar", disse o técnico dos ‘dragões', antecipando o jogo de sábado, nos Açores.

O treinador portista disse que o atual quarto lugar que a equipa ocupa no campeonato, com seis pontos de desvantagem para o líder Sporting, "não tira o sono", mas pretende inverter "rapidamente" essa situação na tabela classificativa.

"Desde que aqui estou [no FC Porto] é inédito. Não me tira o sono, mas é a realidade. Temos de ver o que temos de fazer para o mais rápido possível estarmos no lugar que queremos. Isso passa por pontos e vitórias. Por isso, estamos muito focados no próximo jogo", vincou.

Críticas ao calendário

Sobre o facto de nesta jornada estar em jogo uma classificação para a fase final da Taça da Liga, reservada para os seis primeiros classificados do campeonato no fim desta ronda, Sérgio Conceição disse não querer pensar noutras competições.

"Olhamos para o jogo do campeonato como algo que dá três pontos para continuarmos numa situação que nos permite olhar para os que vão à frente. Não estamos a pensar na Taça da Liga e o Santa Clara acho que também não. Pensamos só em nós e em fazer um jogo competente", garantiu.

Ainda assim, o treinador não evitou críticas à calendarização do campeonato, lembrando que depois do jogo da Liga dos Campeões, em Marselha, na quarta-feira, a equipa teve menos de 72 de horas para recuperar.

"Chegámos [de França] na quinta-feira às 4:30 da manhã e vamos jogar com menos de 72 horas de intervalo. É bom que as pessoas pensem um pouco nisso, porque não tem que ver com a nossa dedicação, mas com o risco de os jogadores se lesionarem. É bom estarmos na Liga dos Campeões, mas temos de olhar para um contexto mais generalizado", vincou Sérgio Conceição.

Para este desafio nos Açores, Sérgio Conceição ainda não irá contar com o defesa central Pepe, assim como Marcano e Mbaye, todos a recuperarem de lesão.

O FC Porto, quarto classificado, com 13 pontos, joga no sábado no reduto do Santa Clara, sexto, com 10, numa partida agendada para as 17:00, que terá arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga.