Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: "A derrota com o Paços foi uma chapada jeitosa. Foi o meu pior jogo desde que estou no FC Porto"

O FC Porto joga na quarta-feira para a Taça da Liga com o Paços de Ferreira e Sérgio Conceição lembra que foi contra a equipa de Pepa que os dragões sofreram a pior derrota da época, num jogo para o campeonato

Tribuna Expresso

Partilhar

Paços

“Esperamos aquilo que têm feito nas diferentes competições. Têm uma identidade que nós conhecemos, tendo de mudar um ou outro jogador não vai mudar com certeza aquilo que é a dinâmica da equipa. Nunca sabemos o que o adversário prepara em termos estratégicos, temos de estar preparados para eles mas principalmente estar focados na nossa equipa. É um adversário que já defrontámos esta época, num jogo em que cometemos muitos erros. Acho que vai ser um Paços competente como tem sido ao longo desta época, à exceção do jogo com o Sporting. É uma equipa difícil de contrariar: tem gente muito disponível no corredor central, um meio-campo muito ativo na conquista na bola e também quando tem a bola”

Pepe e Zaidu

“O Pepe está a evoluir bem e o Zaidu vamos ver, mas vai ser difícil estar apto para o jogo”

Juventus

“Ainda temos algum tempo para falar disso, mas se queremos estar entre os melhores temos de competir com os melhores. Eu vi um estudo com os diferentes valos das equipas que estão nos oitavos da Champions e nós somos a equipa com menos valor de mercado, mas isso não entra dentro do campo. Somos um clube com história, apesar de isso também não entrar dentro do campo. O que entra são os jogadores que temos à disposição e vamos fazer tudo para dignificar o clube”

Derrota com o Paços na Liga

“A derrota com o Paços foi uma chapada jeitosa, sinceramente. Pelo menos para mim. Foi o pior jogo que orientei desde que estou no FC Porto. Houve muita coisa má e pior que aquele jogo acho difícil de acontecer. Estamos a trabalhar diariamente para a evolução dos jogadores e equipa e estamos a preparar o jogo para cometermos menos erros. A nossa presença na final four é um objetivo também, tal como ganhar a competição”

Jogadores em final de contrato

“Para mim é igual um jogador estar com quatro ou cinco meses de contrato que lhe restam ou quatro ou cinco anos. Isso é uma questão que a direção terá de pensar, eu estou aqui para treinar. Obviamente tenho a minha opinião e o presidente sabe qual é. Eu olho para o jogador independentemente da duração do contrato”

Taça da Liga

“O nosso trajeto na Taça da Liga tem sido bom. Não tem sido excelente porque não ganhámos, mas o único jogo que perdemos nos 90 minutos foi contra o Sp. Braga, no ano passado, 1-0 aos 94 minutos. Nós valorizamos esta competição e queremos ganhá-la. E para isso temos de ganhar o jogo difícil que vamos ter amanhã. Se me dá um prazer especial? Sem dúvida, o prazer de ganhar um título. Nós festejamos títulos, não as batalhas que vamos tendo no nosso percurso”