Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição e o bom momento do FC Porto: "Quem se deslumbrar fica em casa, fica a deslumbrar-se em casa, não pode ir a jogo"

Na antevisão ao encontro com o Moreirense, o treinador do FC Porto frisou que a excelente série da sua equipa não pode permitir qualquer baixar de guarda por parte dos seus jogadores. Disse ainda não esperar um adversário muito diferente, após a mudança de treinador nos cónegos

Tribuna Expresso

MIGUEL RIOPA/Getty

Partilhar

Preparação do jogo mudou?

“Nós tínhamos preparado o jogo em função do que é mais importante, que é a nossa equipa, mas olhando também para o adversário, olhando para o comportamento neste passado recente da equipa com o César Peixoto como treinador. Não sabemos como vão ser as coisas amanhã por isso foco total na nossa equipa e olhando para as características individuais dos jogadores do Moreirense, se vão jogar com uma linha de cinco atrás ou não, se vão mudar… não podemos controlar esse aspeto. De qualquer maneira estamos atentos”

Instabilidade para os treinadores

“Não sei se faz sentido, também não sei qual é a realidade dos outros clubes. Esta é a minha quarta época. Agora acredito que as condições que os treinadores têm para trabalhar… quem paga é sempre o mesmo, que é o treinador, de uma forma muitas vezes injusta. Não é em dois meses que se consegue mudar a face de uma equipa. Quando acontece a falta dos resultados quem paga é o treinador”

Moreirense diferente?

“Não sei quais são as circunstâncias da saída mas não acho que seja por aí. Às vezes até a forma das tropas se unirem, de algum jogador que jogava menos jogar. Eu não acredito que o Moreirense vai ser muito diferente porque não há tempo. Nós quando preparamos um jogo temos de ter três ou quatro dias para preparar um jogo. Do plano psicológico os jogadores infelizmente estão muito habituados a mudar de equipas técnicas. Em termos de motivação, basta estar do outro lado o FC Porto para as equipas estarem animadas”

Ciclo difícil em janeiro

“Jogos muito importantes e decisivos, tal como em dezembro. Por isso não muda nada. Conforme a temporada vai avançando os jogos ganham o seu peso e estamos preparados para eles e para isso”

Marcano, quando regressa?

“O Marcano é um caso que não é fácil porque está há muito tempo sem competir. Tem tido a sua evolução com períodos menos bons, algumas quebras na recuperação da sua complicada lesão. Estamos atentos, estamos com uma vontade grande que ele volte a competir. É bom para ele, para nós e para o balneário. O Marcano é um elemento muito importante no grupo de trabalho, não só no desportivo mas na qualidade humana, é um dos capitães. Espero que volte o mais rapidamente possível”

Covid-19

“Temos estado atentos. Fizemos testes ontem, somos sempre testados antes de cada jogo e ainda hoje relembrámos que era importante reforçar a mensagem que é importante estarmos atentos porque isto ainda não acabou, longe disso. Acredito que o Natal e o fim de ano possam contribuir para que se verifique um aumento de casos. Aqui estamos completamente protegidos, fora daqui é preciso é essa continuidade, essa precaução”

Otávio castigado

“O Otávio não vai ser opção para amanhã. No último jogo causou um problema porque foi no estágio que eu soube que ele não ia a jogo, aí complicou-me a vida, mas agora tive algum tempo para preparar. Independentemente da qualidade do Otávio, temos outros jogadores à disposição e tenho soluções para ir a jogo e de uma forma mais bem preparada”

Vai entrar no top 3 dos treinadores com mais jogos pelo FC Porto

“Representa para mim que o presidente tem tido paciência comigo! Obviamente olhando para o grandíssimo histórico de treinadores que o FC Porto teve sinto uma alegria normal e natural e um prazer grande de representar o meu clube. Agora eu sei que isto é tudo muito… volátil - estava a tentar encontrar uma palavra gira. Porque isto depende tudo muito dos resultados. Há pouco falávamos dos treinadores, penso que é preciso melhorar muito a classe dirigente e aqui temos o exemplo contrário, dessa grande capacidade e qualidade do nosso dirigente máximo e que eu tenho a felicidade de o ter como treinador, como tive como jogador. Tenho essa confiança e esse é essencial para um treinador desenvolver o seu trabalho”

Pode haver deslumbramento com o bom momento?

“O futebol é o recomeçar constante. Acabou o treino, o próximo tem de ser de altíssimo nível. Acabou o jogo, no próximo temos de dar o máximo. Todos os jogos são decisivos. Em janeiro temos meia-final da Taça, que é decisiva. O jogo de amanhã com o Moreirense, é decisivo. Não nos podemos distanciar mais do primeiro lugar. Taça de Portugal, na Madeira, é decisiva, porque é a eliminar. Temos todos os dias aqui de trabalhar no máximo. Deslumbramento não acredito porque as pessoas aqui sabem da minha exigência. Depois da Supertaça tentei que rapidamente se virasse a página para o jogo com o Vitória, que era extremamente difícil. Demos uma boa resposta. Quem se deslumbra fica em casa, fica a deslumbrar-se em casa, não pode ir a jogo”

Francisco Conceição

“Para falar do Francisco [Conceição], ou do Gonçalo Borges ou do Rodrigo Valente ou do Matos… íamos perder aqui muito tempo. As perguntas são super-interessantes e eu respeito e podemos conversar sobre a equipa B, não só sobre o Francisco, noutra ocasião e não numa antevisão. Os miúdos têm feito um bom trabalho, estão no bom caminho, apesar dos resultados, na minha opinião não estarem a condizer com a qualidade. Tem faltado uma pontinha de sorte e de acerto da terceira equipa. Eu não gosto de individualizar na equipa principal, imaginem na equipa B”

Pepe e Mbemba

“O Pepe não, o Mbemba hoje entrou, mas como foi um trabalho em que não houve exigência a nível físico vamos ver até à hora do jogo. Vai estar convocado, o Pepe não”

Lesões no eixo da defesa

“O equilíbrio tem a ver com a equipa, não é com dois jogadores, com dois centrais. Nós temos tido alguns problemas nos centrais, não têm jogado juntos muito tempo. Já houve aqui de tudo. Não é o ideal mas não é por isso que temos sofrido mais golos. A equipa é que tem o peso maior nesse processo defensivo. O Loum tem treinador a central para precaver algum problema dos único centrais que temos agora. E tem treinado bem”