Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Pinto da Costa e a proibição de público: “Isto não me surpreende. Os clubes estão a ser asfixiados pelo Governo, que nos deve dinheiro”

O presidente do FC Porto reagiu, em exclusivo, à manchete do Expresso. Critica a atitude do Governo e disse que tinha esperança de ver um Benfica - FC Porto com adeptos na bancada

Pedro Candeias

JOSÉ COELHO

Partilhar

Jorge Nuno Pinto da Costa reagiu à manchete desta edição do Expresso - a proibição da presença de público nos estádios até ao final deste período de confinamento - de forma lacónica: “não me surpreende”. Em declarações à Tribuna Expresso, o presidente do FC Porto voltou a reforçar as críticas feitas ao Governo em ocasiões anteriores, acusando os governantes de desvalorizar a indústria do futebol. “Não me surpreende, porque isto tem estado na linha do comportamento do Governo em relação à vida dos clubes”, disse Pinto da Costa, concretizando depois: “Os clubes estão a ser asfixiados com impostos, com exigências, com o tirar de receitas”.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler