Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Sérgio Oliveira: "É frustrante, é triste. É o futebol"

Apesar da vitória (0-1) no jogo da segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, contra o Chelsea, o médio do FC Porto lamentou "as duas faltas de atenção" do primeiro jogo, que acabaram por custar a eliminação da prova

Tribuna Expresso

Fran Santiago/Getty

Partilhar

A desilusão

"É frustrante, é triste, mas é o futebol. Penso que temos de estar orgulhosos do trajeto que fizemos nesta Champions, mesmo nesta eliminatória. Tivemos muitos momentos em que fomos superiores ao Chelsea nestes 180 minutos, fomos penalizados com duas faltas de atenção, mas isso faz parte do futebol e é um erro da equipa, nunca individual.

Temos que seguir agora, terminou a Champions e temos o nosso campeonato, que é o principal objetivo."

O que fez a diferença?

"Creio que o Chelsea veio para o segundo jogo a gerir um pouco o tempo, a tentar acalmar a nossa pressão alta e intensidade. Pelo menos conseguimos implementá-la, houve momentos em que se calhar não, mas isso faz parte. Se tivéssemos a ganhar 2-0 se calhar iríamos fazer o mesmo papel."

A tal pressão alta

"Tínhamos dois golos de desvantagem, queríamos fazer golo, infelizmente conseguimos já na parte final, não conseguimos fazer o segundo o mais rapidamente possível. Isto é futebol."