Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Sérgio Conceição não fala aos jornalistas antes do jogo com o Famalicão

Após a suspensão de 21 dias e a multa de €10.500 aplicadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a Sérgio Conceição, o clube decidiu não realizar, esta quinta-feira, a conferência de imprensa de antevisão ao jogo contra o Famalicão (sexta-feira, 21h15, Sport TV1)

Diogo Pombo

SOPA Images

Partilhar

Sérgio Conceição não vai comparecer perante a comunicação social esta quinta-feira, já que o FC Porto não vai realizar a habitual conferência de imprensa de antevisão ao próximo encontro da I Liga, no caso frente ao Famalicão, que estava agendada para esta quinta-feira. A informação foi confirmada à Tribuna Expresso por fonte oficial do clube.

No dia anterior, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou uma suspensão de 21 dias ao treinador - que o impedirá de estar presente nas partidas contra o Famalicão, o Benfica, o Farense e o Rio Ave, regressando apenas na última jornada, frente ao Belenenses SAD - e uma multa no valor de €10.500 euros, devido à expulsão no final do jogo com o Moreirense e às palavras dirigidas ao árbitro.

De acordo com o relatório do árbitro, citado pelo jornal "Record", Sérgio Conceição disse a Hugo Miguel, o homem do apito no referido jogo: "És uma vergonha, roubaste-nos o campeonato". No mesmo relatório, lê-se ainda: "Após a exibição do cartão vermelho começou a bater palmas na direção do árbitro e continuou a dizer: 'És fraco e má pessoa, roubaste-nos dois campeonatos, escreve tudo, és uma vergonha do c..., és um ladrão, estás sempre a f...-nos'".

Ainda na quarta-feira, Jorge Nuno Pinto da Costa concedeu uma entrevista ao "Porto Canal", na qual, ao comentar a expulsão do treinador, disse que "o Sérgio Conceição também tem direito à indignação" e defendeu, ainda, que "um clube que é espoliado em três penáltis naturalmente que tem direito à indignação".