Tribuna Expresso

Perfil

FC Porto

FC Porto perdeu o título de basquetebol para o Sporting e não gostou: "Foi uma das maiores roubalheiras a que já assisti"

O diretor do basquetebol do FC Porto criticou duramente a arbitragem da final que deu o título ao Sporting e até indiciou o abandono da modalidade por parte do clube

Tribuna Expresso

JOSÉ SENA GOULÃO

Partilhar

39 anos depois do último título, o Sporting sagrou-se esta quarta-feira campeão português de basquetebol, ao vencer na receção ao FC Porto por 86-85, no quinto e decisivo jogo da final.

Mas o FC Porto não aceitou a derrota como justa. Vítor Hugo, diretor da modalidade do clube, criticou duramente a arbitragem após o jogo. "Esta final ficou marcada por decisões polémicas sempre contra o FC Porto. Aquilo que se passou hoje foi uma das maiores roubalheiras a que já assisti", disse o diretor ao site portista.

"Já recebi mensagens do nosso presidente, que está indignado, bem como de outros elementos da Direção e até de jogadores de equipas adversárias, que manifestaram o seu espanto por aquilo que aconteceu", acrescentou.

Vítor Hugo levantou mesmo a hipótese de o FC Porto abandonar a modalidade: "Na próxima semana vamos ter uma reunião para decidir se vale a pena manter uma modalidade que fizemos regressar à Primeira Divisão e na qual temos dignificado o clube".

"Aquilo que se passou hoje é gravíssimo. Foi uma roubalheira monumental. Não foi só o jogo de hoje. É inacreditável o que aconteceu hoje, portanto vamos ter que repensar a modalidade. Estou solidário com o FC Porto, com a minha Direção e com os sócios, que vibraram connosco e estão revoltadíssimos. O que aconteceu hoje é de uma indignidade brutal. É uma vergonha", concluiu.

O FC Porto queixa-se de uma falta não assinalada sobre Garrett Nevels, numa penetração, e logo depois de uma falta sobre Micah Downs, que levou o extremo do Sporting para a linha de lance livre, onde o jogador concretizou o lançamento que deu a vitória, por 86-85.