Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Ofensas a árbitro valem multa de €10.200 e suspensão de 30 dias para Sérgio Conceição

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou um castigo ao treinador do FC Porto devido às palavras que dirigiu ao árbitro Artur Soares Dias no intervalo da final da Taça de Portugal, jogada a 28 de maio

Lusa

Octavio Passos/Getty

Partilhar

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, foi esta sexta-feira suspenso por 30 dias, por ofensas ao árbitro Artur Soares Dias no intervalo da final da Taça de Portugal de futebol da temporada passada.

De acordo com o acórdão do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), de 28 de maio, mas tornado público hoje, a acusação contra o treinador dos 'dragões' foi considerada "totalmente procedente", pelo que foi condenado a 30 dias de suspensão e a pagar uma multa de 10.200 euros.

Os factos aconteceram em 1 de agosto de 2020, no intervalo do encontro ganho pelo FC Porto ao Benfica (2-1), já depois de o colombiano Luis Díaz e Sérgio Conceição terem sido expulsos durante a primeira parte.

Segundo a acusação, Conceição aproximou-se "em tom intimidatório e de confrontação" de Soares Dias para o confrontar com as decisões tomadas, dizendo uma série de insultos.

O FC Porto também foi multado em 1.275 euros pelos protestos e insultos proferidos por jogadores e outros elementos do clube que estavam na bancada do Estádio Municipal de Coimbra, onde se disputou a final.