Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Marko Grujic: “O Sérgio é um grande treinador. Taticamente é muito bom, é claro no que exige, é emocional e espera padrões elevados”

O médio sérvio do FC Porto deu uma entrevista ao "The Athletic" para lançar o jogo para a Liga dos Campeões contra o Liverpool, em Anfield, o seu antigo clube. Grujic contou o que encontrou no Porto, elogiou o treinador e explicou que a verdadeira cara da equipa surgiu com Atlético e Milan

Tribuna Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

Marko Grujic, a primeira contratação de Jürgen Klopp, viveu quatro empréstimos depois de assinar pelo Liverpool. No Porto, em 2020/21, sentiu-se bem e viu com bons olhos o regresso. Lá conheceu Sérgio Conceição, um treinador que, segundo ele, está atento ao detalhe, encontra as palavras certas e que quer treinar os melhores clubes do mundo. Agora, na véspera de visitar Anfield, o sérvio diz que será estranho pisar aquele relvado como visitante.

“Não é fácil quando, todos os anos, vais emprestado para outro clube. É diferente de quando jogas por uma equipa que realmente te contratou permanentemente. Queria sentir que estava mesmo em casa”, explicou o sérvio, numa entrevista ao “The Athletic”, publicada na véspera do Liverpool-FC Porto, a contar para a Liga dos Campeões.

“Sinto-me feliz e adaptado”, continuou o médio, de 25 anos. “É uma cidade simpática e o Porto é um grande clube com adeptos apaixonados. Aqui vivem para o futebol. Onde quer que vás, as pessoas estão a jogar ou a falar sobre isso.”

O sérvio, que admitiu entre risos que não era o jogador mais popular do balneário depois do Portugal-Sérvia (“foi uma noite incrível para o nosso país”), reservou algumas palavras para o treinador português que o orienta atualmente.

Quality Sport Images

“O Sérgio é um grande treinador que me ajudou a melhorar imenso. Taticamente é muito bom. É muito claro no que exige da equipa. É emocional e espera padrões elevados. Não importa contra quem jogamos, a atenção dele ao detalhe e o desejo são os mesmos. Pode ficar zangado quando está insatisfeito com alguma coisa, mas às vezes precisamos disso”, descreveu à publicação britânica.

E continuou: “Ele é muito bom a mudar as coisas no intervalo para influenciar os jogos e é muito eficaz a encontrar as palavras certas. É o objetivo dele treinar grandes clubes do mundo. Todos queremos dar o passe seguinte, mas toda a gente no FC Porto espera que ele fique aqui muito tempo. É a quinta época dele e não é fácil ficar num clube tão grande por tanto tempo”.

O FC Porto visita o campo do Liverpool, já qualificado, na quinta jornada do Grupo B da Liga dos Campeões. Os portugueses estão na segunda posição com cinco pontos, mais um do que o Atlético Madrid e mais quatro do que o AC Milan.

Grujic diz que será “um pouco estranho” pisar Anfield como visitante, mas está ansioso por voltar a desfrutar daquele ambiente. A derrota por 5-1 na primeira volta não está esquecida. “Sabemos que somos melhores do que isso, seguramente. O Liverpool é uma grande equipa, mas nós cometemos erros e fomos castigados. Mostrámos a nossa verdadeira cara com o Atlético e Milan”, explicou.