Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
FC Porto

Sérgio Conceição: “Foi um jogo ingrato para nós. A este nível, é importante com meia oportunidade fazer golo”

O treinador do FC Porto, que mantém o segundo lugar do grupo, está satisfeito com os jogadores e diz-se "otimista" para o último jogo, em casa, com o Atlético

Eurasia Sport Images

Partilhar

Ineficácia

“Foi um jogo ingrato para nós, dentro daquilo que foi preparado e muito bem interpretado pelos jogadores. Criámos situações mais do que suficientes para estarmos a ganhar no final do primeiro tempo, houve uma situação ali mais perigosa para nós antes do Pepe sair, que já estava com alguma dificuldade. De resto, estivemos muitíssimo bem com três, quatro ocasiões na primeira parte onde devíamos ter sido mais eficazes.

Iniciámos a segunda parte bem também, tivemos logo uma ocasião do Matheus [Uribe], [mas] entretanto, depois de uma falta, um remate fantástico de um jogador de grande nível fora da área abriu o marcador. As coisas ficaram mais difíceis, mas não virámos a cara à luta e fomos à procura de diminuir essa desvantagem no jogo. E um lance individual, do Salah, acabou por fazer o segundo golo e ficou mais difícil.”

Prestação no grupo

“Em Milão e hoje aqui, contra o Liverpool, tivemos mais do que uma mão cheia de oportunidades, isso deixa-me obviamente satisfeito. Não me deixa super satisfeito porque algumas dessas oportunidades, a este nível, têm de dar golo. Agora, sei a equipa que tenho, os jogadores que tenho, sei que há alguma inexperiência da parte de alguns. A este nível, é importante com meia oportunidade fazer golo. Pagámos isso caro.

Tivemos dois empates fora, contra Milan e Atlético, e hoje não conseguimos o mínimo, que era o empate. Mas o trabalho que a equipa fez nesta fase de grupos (1-5), excetuando esse mau jogo contra o Liverpool em casa, deixa-me claramente satisfeito e otimista para o último jogo.”