Tribuna Expresso

Perfil

Râguebi

“Bêbados, homossexuais, adúlteros, mentirosos, fornicadores, ateus, idólatras, o inferno espera por vocês”: Folau foi banido do râguebi

Israel Folau, de 30 anos e com 73 internacionalizações pela seleção, considerado de peça central para o Campeonato do Mundo que se realiza em setembro no Japão, tem 72 horas para recorrer

Lusa

Shaun Botterill

Partilhar

A comissão disciplinar da federação australiana de râbegui decidiu esta sexta-feira banir o jogador Israel Folau pelas suas publicações homofóbicas nas redes sociais, terminando assim com a sua carreira na Austrália e na seleção.

Os três juízes já haviam afirmado a 7 de maio que o jogador tinha cometido "uma violação de alto nível do código de conduta para jogadores profissionais a 10 de abril de 2019 nas redes sociais", e que só lhes restava decidir sobre a pena a aplicar.

Israel Folau, de 30 anos e com 73 internacionalizações pela seleção, considerado de peça central para o Campeonato do Mundo que se realiza em setembro no Japão, tem 72 horas para recorrer.

Devoto membro da Assembleia de Deus e do melhor registo de ensaios do Super Rugby (campeonato que junta Austrália, Nova Zelândia, Argentina, Japão e África do Sul), Folau lançou a polémica em meados de abril depois de publicar uma mensagem na sua conta no Instagram, na qual escrevia "bêbados, homossexuais, adúlteros, mentirosos, fornicadores, ladrões, ateus, idólatras, o inferno espera por vocês. Arrependei-vos, só Jesus vos pode salvar".

O contrato de Israel já tinha sido rescindido pela federação australiana, que lhe deu duas opções: aceitar a sanção ou desafiá-la em tribunal, o que o jogador decidiu fazer.