Tribuna Expresso

Perfil

Râguebi

O Japão e as surpresas: depois da África do Sul há quatro anos, agora bateu a Irlanda no Mundial

Em Shizuoka, os anfitriões estiveram a perder por 9 pontos, mas acabaram por fazer a reviravolta, vencendo por 19-12. São líderes da Pool A do Mundial

Tribuna Expresso

JIJI PRESS/EPA

Partilhar

Já não se pode dizer que é um escândalo, até porque há quatro anos a seleção do Japão foi uma das cinderelas do Mundial, mas continua a ser impressionante. Depois de em 2015 terem protagonizado aquela que foi apelidada então de maior surpresa da história dos Mundiais de râguebi, ao baterem a todo-poderosa África do Sul por 34-32, os japoneses não se ficaram por aí e este sábado vergaram a Irlanda, equipa que há duas semanas era líder do ranking mundial.

Em Shizuoka, os anfitriões estiveram a perder por 9 pontos, mas acabaram por fazer a reviravolta, vencendo por 19-12. É a primeira vez que a Irlanda perde um encontro no Mundial frente a uma equipa que não é do Tier 1 - o Japão pertence ao Tier 2.

Com este resultado, o Japão, que já tinha vencido o primeiro jogo da Pool A, frente à Rússia, coloca-se na frente do grupo, com 9 pontos.