Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Sporting aperta com Matheus Pereira, que continua afastado do grupo

O extremo não fez parte dos planos de Peseiro no passado fim de semana, devido ao seu comportamento nos treinos e por alegadamente andar a tentar forçar a saída do clube de Alvalade, e agora está a treinar sozinho

Expresso

CARLOS COSTA/Getty

Partilhar

Matheus Pereira não entrou em campo pelo Sporting no domingo e, a concretizar-se o pior de todos os cenários, poderá não voltar a pisar um relvado nos próximos quatro anos, período em que tem contrato com o clube de Alvalade.

Segundo o “Correio da Manhã” esta quinta-feira, o extremo não fez parte dos planos de Peseiro no passado fim de semana devido ao seu comportamento “pouco profissional” e por alegadamente andar a tentar forçar a saída do clube.

Durante a passada semana, mostrou pouco empenho nos treinos; e mais: questionou o técnico José Peseiro quando este o colocou na bancada no jogo de estreia com o Moreirense, através das redes sociais: "Tem coisas que não para entender! Resta torcer da bancada". O treinador respondeu ao desabafo dizendo que "estar chateado é bom, expressá-lo nas redes sociais" é que não.

De acordo com o “CM”, só um pedido de desculpas ao técnico e companheiros fará a direção não avançar com o processo disciplinar. Se não o fizer, poderá passar os próximos quatro anos sem entrar em campo, alega o matutino; o Sporting estará disposto a extremar a posição.

Para já, Matheus tem treinado sozinho (tanto terça como quarta-feira), afastado do restante grupo, apesar de não ter qualquer impedimento físico.

Os leões, que ainda atravessam um dos períodos mais conturbados da sua história, estão, neste momento, intransigentes em questões de mercado. O extremo não sai por empréstimo e a venda só será consumada pelo valor da cláusula de rescisão que é de €60 milhões.