Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fisco espanhol. Mourinho paga multa de dois milhões de euros e apanha um ano de pena suspensa

O acordo com Ministério Público espanhol condena o atual técnico do Manchester United a um ano de prisão suspensa e ao pagamento de uma multa de 1,98 milhões de euros

Expresso

ANDREW COULDRIDGE

Partilhar

À semelhança do que Cristiano Ronaldo fez, também José Mourinho chegou a acordo com a Justiça espanhola para dar por encerrado o caso no qual é acusado de defraudar o Estado no valor de 3,3 milhões de euros, valor referente a impostos provenientes da exploração dos direitos de imagem.

O acordo com a justiça espanhola deverá ser formalmente anunciado nos próximos dias.

Segundo o “El Mundo” esta terça-feira, o treinador português aceitou dar-se como culpado de dois crimes fiscais, referente aos anos de 2011 e 2012, período durante o qual orientou o Real Madrid.

O jornal espanhol adianta ainda que Mourinho admitiu ter utilizado a Koper Services, S.A., empresa sediada nas Ilhas Virgens Britânicas, para “tornar opacas as receitas provenientes dos seus direitos de imagem”, como também de ter declarado dados “que não correspondem à verdade”.

O acordo com Ministério Público espanhol condena o atual técnico do Manchester United a um ano de prisão suspensa e ao pagamento de uma multa de 1,98 milhões de euros, cerca de 60% do valor defraudado.